Nome do seu vizinho

Uma família em isolamento, dia 1: sabe o nome do seu vizinho? Precisamos tanto de palavras. Como as daquela senhora que, depois de parar com a filha para responder ao nosso cumprimento, se deteve ... Categorias Categorias. todas arte curiosidade tendencia internet fotografia compras moda cinema comportamento lançamento design decoração música cultura tecnologia COMO DESCOBRIR SENHA DE WI-FI do VIZINHO sem SABER a SENHA no CELULAR! 13868. 0. Facebook. Twitter. ... Por favor, digite seu nome aqui. Você digitou um endereço de e-mail incorreto! Por favor, digite seu endereço de e-mail aqui. Salve meu nome, e-mail e site neste navegador para a próxima vez que eu comentar. O nome do seu wifi pode ser usado para mandar aquele recado, e até mesmo para soltar uma indireta para as pessoas que vivem tentando roubar o sinal. Existem nomes muito divertidos para a rede Wifi. Alguns são tão engraçados que ficamos pensando até onde pode ir a criatividade das pessoas. Você sabe o nome do seu vizinho que mora do lado esquerdo? E do lado direito? Ah, você mora em apartamento? Sabe, por acaso, o nome de quem mora no andar de cima? E no de baixo? Se você sabe o nome de algum de seus vizinhos, parabéns! Isso tem se tornado cada vez mais difícil atualmente. Mas... Como é o seu relacionamento com seus vizinhos? Tratamento amigável ou nenhuma saudação? Já ... Depois peguei o pedaço de papel em branco, e com a caneta preta escreva o nome do seu vizinho (se você souber o nome completo, é ainda melhor). A pimenta deve ser enrolada nesse papel, e presa com a linha preta. Depois disso, coloque a pimenta amarrada dentro da caixa de sapato. Uma família em isolamento, dia 1: sabe o nome do seu vizinho? Jornalista. Foi co-fundador e editor da National Geographic-Portugal e passou pelas revistas Notícias Magazine e Volta ao Mundo . Precisamos tanto das palavras. Como as daquela senhora que, depois de parar com a filha para responder ao nosso cumprimento, se deteve uns metros à ... Para evitar que seu vizinho roube a internet que você paga, siga os passos a seguir e descubra como deixar invisível sua internet wireless. Veja agora como esconder o nome da sua rede WiFi. Primeiramente, você precisa encontrar o manual do seu roteador.

A memória não persiste

2020.09.15 18:34 BrazilianAsshole_42 A memória não persiste

Corro a distância de 200 segundos
Mas já passa das 15:30
Deveria voltar e trocar a camisa
Mas o sapato do vizinho está rasgado
Visto uma gravata rosa
Afinal hoje tem jogo do corinthians
Voa por sobre minha cabeça
Uma ave de papel em forma de cavalo
Grampeei minha mão na parede
Porque me mandou o cachorro gordo
Uma barra migratória me acerta a cabeça
Meu pé dói
Dinamismo da imobilidade móvel
Descanso da mobilidade imóvel
A grama está em um tom amarelo
Que condiz com os dentes de Maria
Não lembro quem é Maria
Será que já vi Maria?
Maria…
Maria…
Joaquim da Silva Pereira Neto
Correu o vira-lata!
Passou o trem!
O salgueiro me disse um segredo
Mas já esqueci
Volta a ser segredo
Chego ao trabalho com 7 minutos
E 5 segundos de atraso
Meu chefe grita
Mas estou triste
Meu café esfriou
Dormi na viela ao lado do escritório
Escostei-me no mendigo
Que se encostava na lixeira
Perguntei seu nome
Era algo que começava com T
E terminava com V
Mas não faz diferença
Ninguém se importa
Eu mesmo não me importo
Acordo com dor no pescoço
Ouço o cantar das garrafas
Caramba! Já são 12 horas
Corro para o escritório,
Mas sento-me na mesa errada
Mais uma vez meu chefe briga
Me incomodo: o café não veio
Corro para casa e venço a corrida
Contra mim mesmo
Faço piadas com o cachorro
Agora está magro e mudou de cor
Ou sempre foi assim?
Deixei a porta aberta ontem
Levaram a ampulheta
Droga! Chegarei sempre atrasado
O Cavalo canoro solta um silvo agudo
A torneira pinga. Não a fechei
Os sons dos pingos entram na cabeça
Parecem tiros de fuzil
Um acerta
Morri
submitted by BrazilianAsshole_42 to rapidinhapoetica [link] [comments]


2020.09.15 02:44 josianemoreira Israel e seus Inimigos

Tudo começou na época de Abraão, quando ele e Sara tiveram seu filho Isaque, o filho da promessa, que deu origem ao povo judeu pp.dito. Porém, antes Abraão havia tido um filho com sua escrava Hagar, Ismael, que casando-se com uma egípcia deu origem a doze príncipes que povoaram aquela região. Descendentes de Abraão, Ló e o filho rebelde de Isaque, Esaú, se misturam com os ismaelitas, dando origem aos povos vizinhos (adonitas, amonitas, amalequitas, moabitas, hagarenos, ismaelitas) que juntaram-se aos filisteus, cananeus e outros povos com um único objetivo: – destruir a linhagem da promessa, Israel. Depois vieram os babilônios, os persas, os gregos, os romanos, os turcos, os árabes, e mesmo vários segmentos do cristianismo, como ocorrido na época dos cruzados, a inquisição, os pogroms, o holocausto, as intifadas e agora os terroristas do Hamás, Hisbolah, Isis, e outras facções do Islam, sempre com o mesmo objetivo, a aniquilação de Israel.
Clique aqui e encontre Camiseta Evangelica com temas judaicos
Se o judeu é o povo da Bíblia, então o maior legado de Israel para a humanidade é seu livro divino e inspirado por D´us. O que diz então este livro sobre esta hereditária perseguição e desejo de aniquilar Israel, varrendo-o do mapa?
Foi então que me concentrei nas passagens bíblicas que pudessem trazer luz ou pelo menos uma explicação razoável no sentido de entender a importância de Israel para as nações através do tempo e do plano divino. Portanto, não há como entender a inimizade dos países vizinhos e mesmo a maioria das nações que se posiciona contra Israel sem levarmos em consideração os aspectos espirituais deste conflito milenar.
Meu amigo, apresento a seguir, um contexto bíblico-espiritual na tentativa de explicar o porquê deste conflito. Evidentemente, mesmo os que não crêem na Bíblia poderão conhecer um pouco da história.
Antes de começar, eu gostaria de apresentar neste momento a minha conclusão final: A razão de toda guerra e conflito com Israel está relacionado ao Tikkun Olam (A redenção universal) que virá em breve sobre o planeta Terra e sobre todo o universo. Israel foi comissionado divinamente como nação coorporativa para esta nobre missão. Entretanto, esta missão não o coloca melhor do que nenhuma outra nação, mas faz recair sobre ele uma grande responsabilidade pela qual Israel tem pago um altíssimo preço ao longo de sua existência. A grande verdade é que as forças opositoras do mal ou das trevas, que tanto a Bíblia menciona, sabem que pouco tempo lhes resta para agir (Ap 12:12).
Israel como povo muitas vezes tem se esquecido, ao longo de sua própria história, dessa nobre missão, desse chamado divino e irrevogável. Mas, se recorrermos ao Tanhuma Kdoshim, 10 (um antigo Midrash), escrito antes do Tamuld da Babilônia, veremos que os rabinos da época já entendiam a importância de Israel no contexto universal. Ou seja, Israel é o centro da terra na perspectiva messiânica. Assim, o centro do mundo seria Israel, do mesmo modo que o centro de Israel seria Jerusalém. O centro de Jerusalém seria o Templo; o centro do Templo seria o Aron Hakodesh (a Arca) e o Centro da Arca seria a Torá.
Representação do Midrash Tanhuna Kdoshim: A Palavra do Eterno como centro do universo

Mas, o que é a Torá? No profundo sentido espiritual seria a Palavra de D´us, Sua “davar”ou “logos”. Para mim, a Torá é o Verbo que se fez carne e habitou entre nós, segundo João (1:14), apóstolo e seguidor de Yeshua, o Messias, em sua primeira vinda. Na sua primeira vinda, Yeshua veio para trazer as Boas Novas de redenção para a humanidade; veio como profeta, como Filho do homem (Ben Adam), como gostava de ser chamado. Mas, em sua segunda vinda, virá como Rei (Ben David) e Sacerdote para implantar o Seu Reino Messiânico de Justiça, Paz e Alegria (Rm 14:17), reinando sobre as nações de Jerusalém, exatamente do Templo de Salomão que será reconstruído no Monte Moriá, segundo o profeta Ezequiel.
O profeta Ezequiel, em exílio na Babilônia no ano 598, A.C, entendeu claramente o porquê de Israel estar em exílio por 70 anos. Israel vivia como as demais nações na tríade da idolatria, adultério e apostasia. Ezequiel vê Israel saindo dos propósitos divinos e em luta constante com seus vizinhos. Depois, num outro tempo, Ezequiel vê as nações da terra marchando contra Israel. Sobre isto, gostaria, para efeitos didáticos, fazer uma “midrash” de vários textos bíblicos, resumindo no seguinte:
Os três tipos de inimigos de Israel em três tempos:
I. Primeiro Tempo – Os vizinhos inimigos de Israel.
Os capítulos 25 a 32 de Ezequiel mencionam os vizinhos de Israel como seus inimigos. Todos tem em comum um único propósito: destruir Israel! Quem são eles?
Amon, Moabe, Edom, Filístia, Tiro, Sidon e Egito. Asafe, salmista contemporâneo do Rei David, escreveu no Salmo 83 que os vizinhos inimigos de Israel são: Edom (descendentes de Esaú), Ismaelitas (descendentes de Ismael), Moabe (descendentes de Ló com sua filha mais velha), Hagarenos descendentes de Hagar), Gebal (fenícios e parte do Líbano), Amom (filhos de Ló com a filha mais nova), Amaleque (descendentes de Esaú), Filisteus (habitavam em Jope e Gaza), Tiro e Assíria (parte da Síria e Iraque). No Salmo 83, é dito que esses povos formaram uma liga, um conselho (federação) com um único objetivo: Riscar Israel do Mapa! (Vinde, e apaguemo-los para que não sejam nação, nem seja lembrado mais o nome de Israel – verso 4). Ou seja, podemos fazer uma correlação entre os textos de Ezequiel (25-32) com o Salmo 83 e chegar à conclusão que todos esses povos foram inimigos ferrenhos de Israel e tentaram destruí-lo, impedindo que o povo hebreu conquistasse e tomasse posse da Terra prometida a Abraão, a terra de Canaã. Interessante notar que nenhum desses povos prevaleceu na terra. Todos esses povos possuem vestígios no atual povo árabe, hoje os vizinhos de Israel. E o mais interessante é que o mesmo espírito e desejo de destruir Israel continua vivo. Portanto, Israel deverá estar atento sempre aos seus novos “antigos” vizinhos.
Resumindo:
a) Esses antigos vizinhos foram e serão ainda derrotados no futuro segundo o salmista. Isto nos mostra que existirão países vizinhos de Israel que tentarão alcançar seus antigos objetivos: Apagar Israel do Mapa. Podemos então dizer que esses vizinhos tentarão impedir a existência de Israel, isto é, do povo e da terra de Israel ainda nos dias de hoje.
b) Motivo espiritual: impedir que as profecias messiânicas se cumpram quanto à terra de Israel e seu povo para a chegada do Messias e de seu Reino universal (Tikkun Olam).
II) Segundo Tempo – A coligação das nações, inimigos de Israel.
Representada em Apocalipse como a Grande Babilônia (Ap 17 a 20) constituída por dez reis ou nações ou coligações das nações, onde aparecem figuras como o Dragão (satanás), a Besta e o Falso Profeta (Ap19). A tríade do espírito da Babilônia é a idolatria, a prostituição e a apostasia. Podemos dizer que idolatria é tudo aquilo que afasta o homem do verdadeiro D´us; a prostituição é tudo aquilo que corrompe relacionamentos e valores morais, e apostasia é a conseqüência natural de afastar o homem do Seu Criador, da fé, das bênçãos e promessas. Hoje, vemos claramente que as nações estão se alinhando para a formação desta liga babilônica, onde Israel é o centro dessa oposição. É interessante notar que a Europa tem sido invadida por mulçumanos oriundos dos países árabes e da África, principalmente. Nota-se também que os países europeus tornam-se cada vez mais antagonistas ao Estado judeu. Facções da ideologia nazista tem crescido no mundo todo, bem como o antissemitismo. O espírito do mal que nos tempos bíblicos tentava impedir Israel de se estabelecer e existir, aparece ao longo da história na destruição do primeiro Templo por Nabucodonosor, do segundo Templo por Tito de Roma, seguido depois pelos Cruzados, Inquisição, Pogroms, Holocausto, intifadas, e no momento, a coligação de terroristas islâmicos.
Objetivo final: Tentar impedir a vinda (retorno) do Messias e de Seu Reino Milenar, o Tikkun Olam. Pois segundo as profecias, o Messias Yeshua volta para Israel, não para outro país. Porém, essa “babilônia” será destruída na batalha no Vale do Armagedon, ou Megido, ou Vale de Jesreel, o vale do juízo, onde o Messias adentrará com seus eleitos e vitoriosos, destruindo a besta e o falso profeta, lançando-os no abismo, no lago de fogo e enxofre. O Dragão, satanás, será preso por mil anos (Ap19:20 e 20:2). Quase todos os profetas bíblicos desde Isaías até Malaquias fizeram menção quanto ao “Iom há Din” o grande e temível dia do Senhor, o dia do juízo das nações.
III) Terceiro Tempo – Coligação das nações com Gogue e Magogue contra Israel no final da era milenar
Mesmo após o Reino de D´us ser implantado nesta terra pelo Messias Yeshua (para aqueles que Nele crêem), aparecerão no final da era milenar povos e nações que se rebelarão contra todo o propósito deste Reino messiânico. Inacreditável, mas isto acontecerá segundo as profecias. O profeta Zacarias (Zc 14:16) menciona que neste período de 1000 anos de paz na terra, as nações subirão de ano a ano a Jerusalém para adorarem o grande Rei Messias e para celebrarem a festa de Sucot (Tabernáculos), mostrando a paz no mundo e a alegria por termos um Rei soberano sobre todas as nações. Nesta época haverá três tipos de pessoas vivendo na terra. O primeiro será constituído por aqueles crentes em Yeshua que morreram no Messias, mas que ressuscitaram por ocasião que antecedeu a Sua vinda, no arrebatamento da Igreja, judeus e gentios juntos no Messias (I Te 4:13:16). O segundo tipo foram aqueles crentes que não passaram pela morte, mas também tiveram seus corpos glorificados na vinda de Yeshua (ITe13:15) e o terceiro tipo serão pessoas que nascerão durante a era milenar. Eles levarão uma vida normal no período milenar, mas no final do milênio satanás será solto e levará grande parte desses a uma rebelião contra D´us e o Messias. Porém, serão destruídos pelo fogo que cairá dos céus (Ap20:7-10). Quem serão esses povos que se rebelarão contra D´us no Reino milenar de Yeshua? Ezequiel, nos capítulos 38 e 39, e também Ap 20:8, mencionam Gogue, chefe de Meseque e Tubal, Pérsia, Cuche, Pute, Gomer e Togarma. Quem são esses povos?
Gogue representa uma entidade de satanás. Meseque (filho de Jafé, deu origem aos europeus); Tubal (assírios); Persa (Irã); Cuxe (descendentes de Cão, os Líbios, p. ex.); Gomer (descendentes do filho mais velho de Jafé, os Cimérios, arianos que vieram da Ucrânia e Rússia) e finalmente Togarma (povo de Carmequis, Turquia). Muito interessante analisar que esses povos serão os arqui-inimigos de Israel e do reino messiânico.
Objetivo final: no final do milênio, segundo a Bíblia, haverá o juízo final e a ressurreição de todos aqueles que não passaram pela primeira ressurreição (dos salvos em Yeshua). Portanto, o objetivo de Gogue e Magogue com suas nações coligadas será impedir o Juízo final, por isso, tentarão pela última vez destruir a sede do Reino Milenar, Jerusalém – Israel. Em outras palavras, satanás tentará anular o juízo final e a condenação que virá para seus seguidores (Ap 20:7-15).
Indicação das nações da coligação “Gogue” e “Magogue”
PORÉM, HÁ UM GRANDE MISTÉRIO QUE NÃO PODEMOS ENTENDER, não nos sendo revelado: – Como sendo o D´us de Abraão, Isaque e Jacó, o D´us de Israel, um Deus definido pela Bíblia como AMOR , pode ser chamado pela própria Bíblia de D´us dos Exércitos de Israel (ICr 11:9;ICr17:24; I Sm17:45) ou o D´us das batalhas (Sl24:8; ISm25:28) ou o D´us que adestra as mãos de Israel para a guerra (Sl144:1)?
Lembremo-nos que D´us não muda (Ml 3:6). Ele é o mesmo D´us de ontem, de hoje e de sempre. Portanto, concluímos que Ele continua sendo o D´us dos Exércitos de Israel nos dias de hoje.
Eu não posso entender como um D´us definido como amor, paz, justiça, alegria e tantos outros atributos, pode se posicionar ainda hoje como o D´us dos Exércitos de Israel! Isto é difícil de entender, mas é verdade.
Poucos conseguem ver que D´us trabalha em tempos e propósitos consecutivos: Adão perde pelo livre arbítrio o Reino terreno sob o comando celestial e toda a humanidade tem sofrido grandemente as consequências deste pecado da separação: guerras, fome, miséria, corrupção, perda dos valores morais, deterioração da família, etc. Portanto, D´us dá inicio ao processo de Redenção, escolhendo primeiro um povo e uma terra para se manifestar, mostrando seu propósito, dando a este povo a Sua Torá. Este povo precisaria de aprendizado, de disciplina e de temor a D’us. Assim, D´us o coloca por 430 anos para ser escravo no Egito. Depois, D´us através de Moisés o leva para a terra de Canaã, a terra prometida para que jamais deixassem aquele local. Logo a seguir, D´us levanta seus profetas que preconizam e ensinam sobre a era messiânica e o papel de Israel, em específico, da Tribo de Judá, da qual sairia o Messias em sua primeira vinda. Um grande feito divino que marcou o mundo antes e depois dele foi a redenção individual do Messias há dois mil anos, permitindo às nações, através do Mashiach, usufruir das alianças, das promessas e das bênçãos de Israel. O muro de separação foi quebrado entre Israel e as nações. D´us queria que Seu Reino começasse em cada coração, ainda no interior, na alma, tanto para os judeus como para os gentios que crêem em Seu Filho, o Mashiach!(Ef 2:11-22).
Dois mil anos se passaram. D´us permite que Israel subsistisse entre os povos, ajuntando-os dos cantos da terra e levando-os para a terra de seus pais. Israel floresce como povo e nação, preparando-se para o grande dia em que seus olhos serão abertos e receberão o messias Yeshua como Seu Rei (Rm11:26). Este tempo se aproxima e aqui faremos um parêntese, uma pausa, para que as profecias messiânicas continuem a se cumprir em Israel e no mundo.
Se realmente cremos que Ele é amor, então, só entenderemos no final e no tempo messiânico o porquê de todo este conflito com Israel através da história humana. Lá saberemos e comprovaremos que realmente a humanidade receberá o melhor Dele, o Seu amor! Ele só ama Israel porque ama todas as nações. Ele quer o melhor para as nações e, por isso, escolheu Israel e seu povo para ser a luz para as nações (Isaias 42:6) através Daquele (O Mashiach) que vêm Dele para reinar sobre toda a terra, estabelecendo o Seu shalom, a Paz!
Yeshua, em sua primeira vinda, falou muito deste Reino de D´us que começa primeiro em nosso coração. Mas em breve ele será real! A terra viverá em paz, Israel florescerá e dará frutos ao mundo. As nações da terra subirão a Jerusalém para adorar o grande Rei. O próprio Yeshua, quando se despediu de seus discípulos num Seder de Pesach (Ceia de Páscoa), disse que desde aquele momento não beberia mais do fruto da videira (vinho, kidush de Pesach) até aquele dia em que conosco beberá de novo, no Reino do Pai (Mt 26:29). Ele mesmo declarou à Jerusalém: “Declaro-vos, pois, que, desde agora, já não me vereis, até que venhais a dizer: “Baruch há Ba BeShem Adonai” – Bendito o que vem em nome do Senhor! (Mt 23:39)
submitted by josianemoreira to u/josianemoreira [link] [comments]


2020.09.07 04:54 CraftedBot Parabéns aí velho, muito legal sua postagem

Parabéns aí velho, de boa, muito legal sua postagem. Contei pra todos aqui da minha família, que ficaram muito surpreendidos e pediram pra te dar os parabéns! Queriam falar com você pessoalmente se possível para lhe parabenizar. Disseram também que na festa de Natal irão contar para os parentes mais distantes e no Ano Novo lançarão baterias de fogos com seu nome. Falei dessa sua postagem para alguns outros parentes mais próximos, reagiram tal como minha família, pediram seu endereço para mandar cartões e mensagem de parabenização. Meus amigos não acreditaram quando eu disse que conhecia o dono desse feito tão imenso, sério, ficaram todos de boca aberta, disseram que farão seu nome perpetuará por anos e anos. Quanto aos meus vizinhos que ficaram sabendo do seu play, todos estão boca aberta! Quiseram saber quem é você, pediu se, caso você tiver tempo, é claro, se poderia passar aqui para receber presentes, congratulações e apertos de mãos. Com o esparrame da sua notícia, um grande empresário da região decidiu te contratar como presidente da empresa graças a esse seu surpreendente play, ao mesmo tempo que um grande acionista internacional quer patrocinar shows para você para palestrar e ensinar todos a fazerem igual para que o mundo seja um lugar melhor. Você não só está famoso aqui na região, mas também em todas as partes sabem quem é você graças à rápida divulgação da notícia! Prefeitos de todas as cidades estão pendurando faixas, balões, teleféricos, instalando aparelhos de som, tudo o que possa fazer seu nome vibrar para ver qual cidade te consagra mais por esse seu feito magnífico. Aqui na minha cidade mesmo cada rua terá seu sobrenome a partir da próxima gestão da administração municipal. Muitos países que antes viam o Brasil com maus olhos, agora, graças ao seu feito, vêm o Brasil como um exemplo, como uma nova capacitação, os grandes sortudos que sabem sobre você diz Hei, aquele cara é brasileiro; e todos replicam imediatamente É! é! é! o Brasil é um bom lugar. Graças a isso o turismo aumentou, graças a você, a entrada de moedas internacionais fez as bolsas e ações brasileiras decolarem e assim o país se tornou o pilar para solução da crise mundial. Graças a isso somos bem vistos e, claro, viraremos a maior potência econômica do mundo. Todos os madeireiros se comoveram com seu feito e decidiram parar de explorar a Amazônia para que o mundo viva mais e mais. O caos por conta do Presidente negro nos Estados Unidos foi cessado graças ao fato do Brasil ser o líder econômico mundial, uma vez sendo um país de varias etnias, todos passaram a aceitar as diferenças com amor no coração. O Papa Francisco mandou todos os seus representantes pelo mundo falar sobre seu nome e sobre seus feitos para que a palavra sobre vossa pessoa chegue aos ouvidos de cada criatura que ande sobre a face desse planeta. Também, graças ao seu feito, decidiram cessar os experimentos com o LHC já que a origem do universo se torna sem importância perto da magnitude desse seu ato. Os Maias voltaram de Andrômeda e disseram que como existe um humano tão magnífico vivo eles iriam dar a chance de nós sobrevivermos em 2015, contaram então sobre o que poderia causar o fim do mundo, e todos os lideres de todas as nações, inspirados nesse seu feito, estão tomando providencias para que não ocorra. A magnitude desse seu play acabou até com o magnetismo que expulsou o corpo celeste alfa que habitava a órbita da terra.
submitted by CraftedBot to copypastabr [link] [comments]


2020.08.25 05:07 Akateron PALHAÇO ROCAMBOLE

Inegavelmente sua fama crescia cada vez mais pelas regiões. Mesmo com vestígios e testemunhos, a polícia jamais apanhara o assassino. Alguns acreditavam que não era um psicopata qualquer, mas um ser vindo do inferno.
Ninguém jamais conseguiu explicar direito sobre o maníaco que devorava parte de suas vítimas, exceto por algumas testemunhas que juravam ter visto de longe, próximo ao local dos assassinatos, um sujeito que parecia vestido de palhaço rindo de forma assustadora, somando o fato de que a própria polícia havia achado grafado com sangue nas paredes o nome “Palhaço Rocambole”.
Cética em relação a essa lenda urbana, Vera Tinacre, uma insuportável senhora de cabelos pintados de vermelho odiada por todos que morava num sobrado meio afastado, achava uma piada, melhor que isso, uma invenção de gente desocupada para pregar sustos nos outros
Ela não tinha filhos ou qualquer outro familiar conhecido, contava apenas uma diarista que trabalhava três vezes por semana. Inclusive, muitos até rogavam praga para aquela senhora, desejando profundamente que ela sumisse da face da Terra , principalmente a sua diarista.
Vera assistia TV na sala quando a luz caiu por causa da forte chuva, com muita raiva, praguejou contra os céus até que escutou risadas que pareciam vir do lado de fora da casa.
Ao olhar para o vitrô embaçado viu alguém observando-a; esfregou os olhos e não viu mais nada além das árvores balançando com violência por causa da chuva até uma gargalhada ecoou pelos corredores.
— QUEM É? APAREÇA, SEU DESGRAÇADO OU VOU CHAMAR A POLÍCIA!
O telefone estava mudo, desesperada, decidiu encarar algumas quadras de chuva para chegar à delegacia. Jurou pra si mesma que se fosse algum vizinho lhe pregando uma peça, o processaria sem dó.
Com as mãos tremendo, Vera destrancou a porta e deu de cara com um sujeito alto e gordo vestido de palhaço usando uma maquiagem pesada e assustadora enquanto exibia um sorriso com os dentes podres à mostra.
— Boa noite, Madame.
— QUEM É VOCÊ?!
Fazendo uma reverência como a de um nobre cavalheiro diante de uma dama, se apresentou.
— Puxa vida, desculpe a minha grosseria. Meu nome é Rocambole, a seu dispor.
Em seguida olhou de um lado para o outro na sala.
— Nossa que lugar escuro, vou iluminar um pouquinho aqui.
Seus lábios cuspiram fogo incendiando os cabelos de Vera que se debatia desesperada para apagar as chamas.
— FILHO DA PUTA!
Atordoada acertou um abajur na cara do palhaço que urrou de raiva. Rocambole pegou a velha pelo pescoço e a arremessou sem esforço contra a sua cristaleira. Ferida, caminhou sangrando até a cozinha onde apanhou uma faca em cima da pia. Rocambole apreciava passando a língua pelos lábios o sofrimento daquela mulher.
— Não se aproxime ou eu te corto…
— Madame, hoje tô com muita fome.
O palhaço encostou calmamente a porta da cozinha e se aproximou de Vera que estava encolhida no chão, a chuva se encarregou de abafar os gritos.
Pela manhã, quando a polícia, acionado pela diarista, chegou ao local, se deparou com um rastro de destruição, na cozinha acharam apenas o que sobrou da vítima e o nome do assassino estava escrito com sangue nas paredes.
AKATERON SIOCLÓTUS
submitted by Akateron to medonho [link] [comments]


2020.08.25 05:01 Akateron PALHAÇO ROCAMBOLE

Inegavelmente sua fama crescia cada vez mais pelas regiões. Mesmo com vestígios e testemunhos, a polícia jamais apanhara o assassino. Alguns acreditavam que não era um psicopata qualquer, mas um ser vindo do inferno.
Ninguém jamais conseguiu explicar direito sobre o maníaco que devorava parte de suas vítimas, exceto por algumas testemunhas que juravam ter visto de longe, próximo ao local dos assassinatos, um sujeito que parecia vestido de palhaço rindo de forma assustadora, somando o fato de que a própria polícia havia achado grafado com sangue nas paredes o nome “Palhaço Rocambole”.
Cética em relação a essa lenda urbana, Vera Tinacre, uma insuportável senhora de cabelos pintados de vermelho odiada por todos que morava num sobrado meio afastado, achava uma piada, melhor que isso, uma invenção de gente desocupada para pregar sustos nos outros
Ela não tinha filhos ou qualquer outro familiar conhecido, contava apenas uma diarista que trabalhava três vezes por semana. Inclusive, muitos até rogavam praga para aquela senhora, desejando profundamente que ela sumisse da face da Terra , principalmente a sua diarista.
Vera assistia TV na sala quando a luz caiu por causa da forte chuva, com muita raiva, praguejou contra os céus até que escutou risadas que pareciam vir do lado de fora da casa.
Ao olhar para o vitrô embaçado viu alguém observando-a; esfregou os olhos e não viu mais nada além das árvores balançando com violência por causa da chuva até uma gargalhada ecoou pelos corredores.
— QUEM É? APAREÇA, SEU DESGRAÇADO OU VOU CHAMAR A POLÍCIA!
O telefone estava mudo, desesperada, decidiu encarar algumas quadras de chuva para chegar à delegacia. Jurou pra si mesma que se fosse algum vizinho lhe pregando uma peça, o processaria sem dó.
Com as mãos tremendo, Vera destrancou a porta e deu de cara com um sujeito alto e gordo vestido de palhaço usando uma maquiagem pesada e assustadora enquanto exibia um sorriso com os dentes podres à mostra.
— Boa noite, Madame.
— QUEM É VOCÊ?!
Fazendo uma reverência como a de um nobre cavalheiro diante de uma dama, se apresentou.
— Puxa vida, desculpe a minha grosseria. Meu nome é Rocambole, a seu dispor.
Em seguida olhou de um lado para o outro na sala.
— Nossa que lugar escuro, vou iluminar um pouquinho aqui.
Seus lábios cuspiram fogo incendiando os cabelos de Vera que se debatia desesperada para apagar as chamas.
— FILHO DA PUTA!
Atordoada acertou um abajur na cara do palhaço que urrou de raiva. Rocambole pegou a velha pelo pescoço e a arremessou sem esforço contra a sua cristaleira. Ferida, caminhou sangrando até a cozinha onde apanhou uma faca em cima da pia. Rocambole apreciava passando a língua pelos lábios o sofrimento daquela mulher.
— Não se aproxime ou eu te corto…
— Madame, hoje tô com muita fome.
O palhaço encostou calmamente a porta da cozinha e se aproximou de Vera que estava encolhida no chão, a chuva se encarregou de abafar os gritos.
Pela manhã, quando a polícia, acionado pela diarista, chegou ao local, se deparou com um rastro de destruição, na cozinha acharam apenas o que sobrou da vítima e o nome do assassino estava escrito com sangue nas paredes.
AKATERON SIOCLÓTUS
submitted by Akateron to u/Akateron [link] [comments]


2020.08.20 17:43 MarceloGWx Sobre a (não) saída do ex-jogador Hernanes

Imagine que você tem uma Mercedes S Klass (sim, escrito em alemão mesmo) com todos opcionais na garagem.
Só que ela é velha, só dá problema, queima óleo, gasta um absurdo de gasolina. Para arrumar o mecanismo de auto sucção das portas é o preço de um Gol 0 Km.e cada vez que você tentar usar, ela volta para a oficina depois do passeio. Você decidiu usá-la só para dar uma volta todo domingo de manhã, quando faz sol, mas nem assim ela funciona. Todos opcionais caríssimos que eram de fabrica estão quebrados.
E ainda, você paga uma fortuna mensalmente de leasing para manter sua S Klass.
Para piorar você não tem dinheiro para nada, seu nome está no Serasa, vários empréstimos bancários correndo com juros de quem é negativado, aluguel/prestação da casa atrasada 3 meses, condomínio atrasado, "vende o almoço pra comprar a janta", seus filhos foram para a escola publica, sua esposa vende Avon para complementar a renda, mas sua S Klass está lá na reserva ou na oficina.
Ai a Mercedes fica sabendo e diz: puxa, você tem um carro meu bichado. Nunca que representa uma S Klass, está denegrindo minha marca. Vou pegá-la de volta, ai você não precisa pagar mais nada, inclusive todas prestações atrasadas não precisa pagar e eu ainda reboco da sua garagem, basta você assinar aqui: ____________________.
Ai, você diz, NÃO, imagine, a Mercedes é boa para meu status, para mostrar para os vizinhos que eu posso, para meus filhos darem uma voltinha quando ela não está quebrada. Eles não podem saber que eu não posso manter uma S Klass.
Obrigado, não quero não, responde o Raí Pateta.
submitted by MarceloGWx to futebol [link] [comments]


2020.08.18 22:17 Mili_Tf Sou babaca por supostamente "separar" meus primos do meu tio?

Olá Luba Barbudin, Gata lindonaas, Papelões que ainda tem um pouco de pulmão e turma que esta a ver. Hoje conto uma história maravilhosa sobre drama e palavras de baixo calão (faz uma voz decente, igual a da Lady gaga).
Uma vez meu tio Angelicano ( nome qualquer) pediu para eu passar as férias em sua casa, eu fui e quando chegei lá com meus pais fomos supreendidos por um BANHO DE COCA COLA. Detalhe: Ele mora na Europa e a gente no Brasil então eu tinha acabado de sair de um hotel. Pode parecer mesquinha e tals, mas eu ODEIO quando me sujam, acho desnescessário e infantil ainda mais para um homem de 60 anos. Após essa supresa eu fiquei brava, muito brava, falei qualquer tipo de palavrão ate ele não conseguir argumentar mais, entrei na sua casa para tomar um banho. Consegui ouvir os gritos que meu pai deu com ele e de como ele tinha sido idiota com essas brincadeiras.
Meu tio não queria mais falar comigo, meus pais estavam sem dinheiro para voltar porque Angelicano disse que pagaria a viajem após todos os momentos "maravilhosos" que iriamos passar. Seus filho desseram que tinham que ouvir todo dia fofocas dele reclamando de mim e de como eu era mal criada. Eles já não aguentavam mais e falaram para ele que ou Angelicano pedia desculpas para mim ou iriam passar a ignorar o seu própio pai.
Angelicano é o tipo cara de filmes "aqui não há espaço para nós dois" e mandou eu e meus pais embora, sem dinheiro! Eu voltei lá e obriguei ele me dar o tal dinheiro que iria usar para pagar a nossa volta e disse que se ele não desse o dinheiro iria chamar a policia.
Angelicano já se meteu com tráfico ilegal de animais e sua ficha é bem suja pelos seus vizinhos que sempre o denunciam pelo seu som alto as 3 da madrugada. Não quria enfrentar um problema de sua sombrinha dr 15 anos indo a policia para que ele desse o dinheiro, então ele cedeu e deu o dinheiro.
Voltamos ao Brasil, quando voltei percebi que todos estavam diferentes, chamei minha tia que é divorciada dele para conversamos em uma lanchonete que meus pais são donos. Ela aceitou e quando chegou lá foi botando para fora sem eu ao menos perguntar. A conversa foi +/- assim:
-Quando seu Angelino te botou para fora, os seus filhos foram juntos?
Não, porque?
-Então eles fugiram, já faz 3 semanas que Angelino procura eles, a familia nem fala mais com voce porque ele afirma que voce os sequestrou, mas eu sei que vc nunca faria isso.
Luba, meu mundo caiu, meus primos foragidos e a primeira suspeita era EU! Ele afirmava que era eu, minha familia não queria mais falar comigo e eu recebia semanalmente ofensas de meus avós e tios se perguntando de como eu podia fazer aquilo.
Tempo vai e eu consigo entrar em contato com meus primos, marquei um encontro para saber se era eles mesmo (pq a conta parecia fakezona) e eles foram, me contaram o como ele passou a tratar os filhos todas as vezes que citavam meu nome ou o do meus pais, diziam que não aguentavam aquela pressão toda e sairam de sua casa, mencionaram também que eles tem 20 e 27 anos e não queriam que fossem tratados como crianças. Oque por mim está certo, são adultos com dinheiro e familia fora daquele país, não foram rapitados ou sequestrados para serem abusados em cativeiro, são homens e fazem oque quiser da vida.
Contei isso há minha tia e ela surtou, disse que Angelicano estava sendo totalmente mesquinho só porque eu xingei ele. Disse também para eu entrar em contato com Angelicano e explicar a situação de seus filhos.
Fui toda pinpolha no Instagram dele para conversamos, quando vi que ele SUBSTITUIO os filhos e estava CASADO, antes de eu entrar em contato com meus primos minha tia falou com a policia Europeia, que foi a casa de Angelicano, porque estavam acusando que ele matou os filhos. Com a ficha toda negra da policia que ele tem, arranjou uma espécie de "filhos de alugue" para dizer que não matou. Colocava bio de dia dos pais e seu casamento foi ontem.
Fiquei tão brava que nem falei para ngm, mas uma hora vão descobri.
Fui babaca por causar toda essa situação?
submitted by Mili_Tf to TurmaFeira [link] [comments]


2020.08.12 02:31 GuilhermeSPD Mourão: Entre Churchill e Pétain.

Mourão: Entre Churchill e Pétain.

Da esquerda para direita: Philippe Pétain, Hamilton Mourão e Winston Churchill.
A história militar, não só brasileira mas também mundial está repleta de exemplos de traidores nacionais saídos das fileiras de suas forças armadas. No Brasil, temos os casos de Luiz Carlos Prestes e Carlos Lamarca, dois oficiais do Exército Brasileiro que preferiram aderir aos interesses revolucionários de nações comunistas internacionais (sendo a maior expoente, na época, a União Soviética), abandonando as fileiras das forças de defesa dos países que juraram proteger com a própria vida se preciso fosse.
Hoje sabemos que existe no mundo um consórcio maligno formado por forças globalistas e meta-capitalistas, unidas a um partido comunista que domina há 70 anos com mão de ferro e total controle social a maior nação asiática. Está cada vez mais claro que este consórcio tem como um de seus principais objetivos a supressão de todos nossos direitos mais essenciais, especialmente a liberdade de pensamento e expressão, o direito de ir e vir, e os direitos religiosos.
Ao analisar este cenário geopolítico atual é impossível não fazer um paralelo com o mundo do final da década de 30 do século passado, que se encontrava sob uma ameaça tão terrível quanto a que estamos vivendo hoje. Naqueles tempos, o mundo assistia assombrado um partido totalitário de cunho nacional-socialista dominar a nação mais bem-sucedida da Europa e espalhar a opressão e o terror entre a sua própria população, enquanto começava a estender suas garras sobre os países vizinhos.
Após Hitler invadir e anexar aos seus domínios a Áustria e os Sudetos (região da extinta Tchecoeslováquia), os povos dos demais países europeus atingiram um nível de preocupação e tensão elevadíssimo, mas ainda assim, nenhuma nação ousou reagir aos crimes cometidos pelo regime nazista. Este fato nos remete à displicência das nações mundiais diante dos absurdos cometidos pelo regime ditatorial da nação oriental que atualmente avança sobre o mundo. Pois é, qualquer semelhança não é mera coincidência.
Naquele momento, a reação do mundo livre tardou, mas finalmente aconteceu. Após a invasão de mais um país, desta vez a Polônia, o regime nazista recebeu a declaração de guerra por parte do Reino Unido e da França, enquanto os demais países europeus insistiam em uma neutralidade desconfiada. O fato é que a Alemanha nazista havia se transformado em uma gigantesca máquina de guerra, com sua fama alimentada por um bem elaborado plano de propaganda que incluía produções audiovisuais de um certo grau de qualidade, algo até então inédito.
Neste contexto, as demais nações se sentiam acuadas, intimidadas perante a auto aclamada superioridade nazista, e assim sendo, preferiram assumir uma postura de neutralidade acreditando que estariam livres dos tentáculos da máquina de guerra germânica. Um erro crasso. E causa espanto que ainda hoje certas nações ao redor do mundo ainda optem por este tipo de ação perante um regime ditatorial que está de pé e a cada dia que passa dá amostras de não ter limites para seu apetite de dominação.
Voltando à Segunda Guerra Mundial, a essa altura oficialmente declarada, o início dos combates foi extremamente desolador para as nações aliadas. As tropas britânicas sofreram grandes derrotas, e só não foram completamente deflagradas graças ao episódio conhecido como “o milagre de Dunquerque”. Para quem tiver interesse em saber mais sobre este momento crucial da guerra recomendo o excelente filme “Dunquerque” de Christopher Nolan.
A situação da França foi ainda mais desoladora, com os alemães invadindo o território francês e impondo uma derrota avassaladora, além de termos de rendição humilhantes. Neles ficou definido que o país seria repartido e o regime nazista dominaria 2/3 dos territórios franceses enquanto o terço mais ao sul ficaria sob domínio de uma administração fantoche com sede na cidade de Vichy.
Esse arranjo só foi possível graças a complacência de alguns figurões da política francesa, liderados por uma das personagens que fazem parte da trinca de militares que estão sendo analisadas neste artigo, seu nome era Henri Philippe Benoni Omer Joseph Pétain, ou somente Marechal Pétain. Pétain foi um herói na Primeira Guerra Mundial, tendo sido decisivo nas batalhas finais ocorridas em solo francês e que fizeram a balança pender a favor da tríplice aliança. Por sua atuação ficou conhecido como o Leão de Verdun.
Hoje seu nome é sinônimo de infâmia, traição e colaboracionismo com o inimigo. O marechal foi designado chefe de estado da França com a missão de obter um acordo de paz com os invasores nazistas, o que fez com muito gosto. Pétain ficou tão satisfeito com o jugo nazista sobre seu povo que impôs ao estado fantoche francês leis antissemitas ainda mais terríveis do que as que a própria Alemanha havia criado.
Até a liberação da França pelas forças aliadas em 1944, estima-se que o regime do traidor Pétain tenha deportado cerca de 75 mil judeus para campos de concentração nazistas, de onde menos de 2 mil conseguiram sair com vida. Ao fim da guerra, o chefe de estado foi julgado e condenado à pena de morte por seus crimes, tendo sua pena substituída por prisão perpétua devido a sua idade avançada e sua condição de herói da primeira guerra. Entretanto, os demais condenados por colaborar com o inimigo não tiveram a mesma sorte que o marechal e pagaram com a vida pelos crimes cometidos.
Enquanto a França lidou a maior parte da guerra com a desonra e humilhação de ter os alemães dominando seu país por meio de suas tropas ou de seus fantoches, o Reino Unido adotou uma postura completamente oposta. Após o episódio de Dunquerque, o Reino Unido se viu na obrigação de reestruturar suas defesas contra os nazistas, que por sua vez pretendiam usar o território do norte francês, que devido à sua proximidade ao território britânico, seria a base avançada no objetivo de invadir a ilha.
Recém-nomeado primeiro-ministro britânico, um pouco antes da batalha de Dunquerque, Sir Winston Leonard Spencer-Churchill, outro de nossas três personagens, decidiu então direcionar todos os esforços nacionais para organizar as forças armadas e a população do Reino Unido a resistir aos ataques nazistas e em seguida conseguir derrotar o poderoso inimigo.
É curioso que Churchill tenha sido alçado ao cargo de primeiro-ministro do Reino Unido, uma vez que, poucos meses antes do início oficial da guerra, o ex-tenente coronel fora chamado de belicista, radical e extremista por políticos e a parte liberal (leia-se esquerdista) da imprensa britânica. Na verdade, hoje sabemos que Churchill foi um dos únicos a perceber e denunciar a ameaça que representava os projetos de domínio global da Alemanha Nazista na época. Mais uma vez, podemos fazer um paralelo com o momento que vivemos atualmente.
Hoje, toda voz que se levanta para denunciar os planos de dominação mundial do regime ditatorial comunista que vem da Ásia, é acusado de extremista, racista, fascista e todo tipo de “ista” possível. Quando não, é um paranóico, adepto de teorias da conspiração. Churchill hoje seria considerado um louco, belicista e paranóico? Certamente que sim. Como diz o guru dos comunistas, Marx: A história se repete, primeiro como tragédia e depois como farsa.
Mas como diz a sabedoria popular, Deus escreve certo por linhas tortas. O homem que fora tão insultado dentro do seu próprio país foi o responsável por tirá-lo da beira da dominação nazista. A custa de muito “sangue, sofrimento, lágrimas e suor”, liderou a reviravolta nos campos de batalhas que levariam as nações aliadas a destruir o III Reich e restaurar a liberdade na maior parte dos países europeus, salvo aqueles que a partir de então passariam a ser assediados pelo leviatã soviético. Mas isso é assunto para outro texto.
Churchill já era um homem aclamado em seu país, também era um herói de guerra e possuía uma ficha de brilhantes serviços prestados a sua nação. Com seus feitos históricos liderando os países livres na Segunda Guerra Mundial alcançou um status de herói nacional. Uma verdadeira lenda em todo o mundo. Em 2002, em votação promovida pela BBC, foi eleito o maior britânico de todos os tempos.
Diferente de seu colega Pétain, que foi da glória a infâmia, Churchill foi um homem que soube entender o zeitgeist da primeira metade do século XX e ainda hoje é uma referência para os amantes da liberdade e patriotas em todas as partes do mundo.
Por isso, para surpresa de zero pessoas, começamos a ver movimentos como o realizado pelo presidente globalista francês Emmanuel Macron, que fez um esforço para reabilitar o nome de Pétain em 2018, ano em que se comemorou os 100 anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Por este fato, o atual presidente francês sofreu duras críticas dentro do próprio país.
E mais recentemente, vimos neste ano de 2020, grupos antifas querendo derrubar uma estátua de Churchill em Londres. Sim, ele mesmo. O homem que livrou a Europa do nazismo e do fascimo se tornou alvo dos terroristas que vestem camisas pretas e levantam os punhos.
Então, com toda esta história recente, recheada de exemplos de figuras militares e estadistas que optaram por caminhos diametralmente opostos nos momentos em que suas pátrias mais necessitaram, nos causa estranheza ao ver um general do Exército Brasileiro e atual vice-presidente da república como o senhor Antônio Hamilton Martins Mourão, vir a público por diversas vezes defender interesses de empresas de telecomunicações que, além de estrangeiras, também se encontram em posição de subordinação ao partido que comanda o seu país de origem.
Mourão também é possuidor de uma extensa ficha de serviços prestados a pátria e detentor de grande prestígio junto a população desde que passou a ter uma voz alinhada aos anseios da população em oposição aos governos petistas que assolaram o Brasil de 2002 até 2016. Com suas falas críticas em relação as sandices petistas, o nome do general ganhou apelo político a ponto de ter se tornado o vice-presidente na chapa patriota comandada por Bolsonaro.
Não restam dúvidas que Mourão teve um passado glorioso como militar, assim como os mencionados Pétain e Churchill. A grande questão é: Mourão, como liderança política, vai optar por ser um traidor ou herói? Como general de 4 estrelas das forças terrestres, podemos cogitar que o vice-presidente tenha estudado a biografia dos grandes líderes militares das maiores potências mundiais.
E se Mourão conhece a história dos mandatários francês e britânico devemos nos preocupar quando o próprio exalta a gigante da tecnologia oriental? Ainda mais quando esta mesma empresa é acusada de roubo de informações e espionagem pelas principais agências de inteligência do mundo? E por qual motivo Mourão está tão envolvido neste assunto sendo que não é a ele que cabe as decisões nesta área de telecomunicações?
O fato é que, aos brasileiros comuns sem altos cargos públicos e acesso a informações sensíveis à nação, nos causa muito espanto ver um Mourão completamente a vontade em defender as vantagens da empresa do país do dragão e considerar a participação desta fundamental nos leilões da quinta geração de comunicações, em detrimento das outras concorrentes, sobre as quais o vice-presidente não dá sequer uma palavra de incentivo.
Estaria o general da reserva atuando como lobista desta empresa? Ou seria ele um profundo conhecedor das estratégias de contrainformação contidas na obra “A Arte da Guerra”, do chinês Sun Tzu, e estaria então fazendo o famoso jogo de cena? Por via das dúvidas deixaria aqui uma sugestão ao Sr. Hamilton Mourão: Releia as biografias de Pétain e Churchill, e não escolha o exemplo errado a seguir.
submitted by GuilhermeSPD to brasilivre [link] [comments]


2020.08.12 02:03 GuilhermeSPD Mourão: Entre Churchill e Pétain.

Mourão: Entre Churchill e Pétain.

Da esquerda para direita: Philippe Pétain, Hamilton Mourão e Winston Churchill.
A história militar, não só brasileira mas também mundial está repleta de exemplos de traidores nacionais saídos das fileiras de suas forças armadas. No Brasil, temos os casos de Luiz Carlos Prestes e Carlos Lamarca, dois oficiais do Exército Brasileiro que preferiram aderir aos interesses revolucionários de nações comunistas internacionais (sendo a maior expoente, na época, a União Soviética), abandonando as fileiras das forças de defesa dos países que juraram proteger com a própria vida se preciso fosse.
Hoje sabemos que existe no mundo um consórcio maligno formado por forças globalistas e meta-capitalistas, unidas a um partido comunista que domina há 70 anos com mão de ferro e total controle social a maior nação asiática. Está cada vez mais claro que este consórcio tem como um de seus principais objetivos a supressão de todos nossos direitos mais essenciais, especialmente a liberdade de pensamento e expressão, o direito de ir e vir, e os direitos religiosos.
Ao analisar este cenário geopolítico atual é impossível não fazer um paralelo com o mundo do final da década de 30 do século passado, que se encontrava sob uma ameaça tão terrível quanto a que estamos vivendo hoje. Naqueles tempos, o mundo assistia assombrado um partido totalitário de cunho nacional-socialista dominar a nação mais bem-sucedida da Europa e espalhar a opressão e o terror entre a sua própria população, enquanto começava a estender suas garras sobre os países vizinhos.
Após Hitler invadir e anexar aos seus domínios a Áustria e os Sudetos (região da extinta Tchecoeslováquia), os povos dos demais países europeus atingiram um nível de preocupação e tensão elevadíssimo, mas ainda assim, nenhuma nação ousou reagir aos crimes cometidos pelo regime nazista. Este fato nos remete à displicência das nações mundiais diante dos absurdos cometidos pelo regime ditatorial da nação oriental que atualmente avança sobre o mundo. Pois é, qualquer semelhança não é mera coincidência.
Naquele momento, a reação do mundo livre tardou, mas finalmente aconteceu. Após a invasão de mais um país, desta vez a Polônia, o regime nazista recebeu a declaração de guerra por parte do Reino Unido e da França, enquanto os demais países europeus insistiam em uma neutralidade desconfiada. O fato é que a Alemanha nazista havia se transformado em uma gigantesca máquina de guerra, com sua fama alimentada por um bem elaborado plano de propaganda que incluía produções audiovisuais de um certo grau de qualidade, algo até então inédito.
Neste contexto, as demais nações se sentiam acuadas, intimidadas perante a auto aclamada superioridade nazista, e assim sendo, preferiram assumir uma postura de neutralidade acreditando que estariam livres dos tentáculos da máquina de guerra germânica. Um erro crasso. E causa espanto que ainda hoje certas nações ao redor do mundo ainda optem por este tipo de ação perante um regime ditatorial que está de pé e a cada dia que passa dá amostras de não ter limites para seu apetite de dominação.
Voltando à Segunda Guerra Mundial, a essa altura oficialmente declarada, o início dos combates foi extremamente desolador para as nações aliadas. As tropas britânicas sofreram grandes derrotas, e só não foram completamente deflagradas graças ao episódio conhecido como “o milagre de Dunquerque”. Para quem tiver interesse em saber mais sobre este momento crucial da guerra recomendo o excelente filme “Dunquerque” de Christopher Nolan.
A situação da França foi ainda mais desoladora, com os alemães invadindo o território francês e impondo uma derrota avassaladora, além de termos de rendição humilhantes. Neles ficou definido que o país seria repartido e o regime nazista dominaria 2/3 dos territórios franceses enquanto o terço mais ao sul ficaria sob domínio de uma administração fantoche com sede na cidade de Vichy.
Esse arranjo só foi possível graças a complacência de alguns figurões da política francesa, liderados por uma das personagens que fazem parte da trinca de militares que estão sendo analisadas neste artigo, seu nome era Henri Philippe Benoni Omer Joseph Pétain, ou somente Marechal Pétain. Pétain foi um herói na Primeira Guerra Mundial, tendo sido decisivo nas batalhas finais ocorridas em solo francês e que fizeram a balança pender a favor da tríplice aliança. Por sua atuação ficou conhecido como o Leão de Verdun.
Hoje seu nome é sinônimo de infâmia, traição e colaboracionismo com o inimigo. O marechal foi designado chefe de estado da França com a missão de obter um acordo de paz com os invasores nazistas, o que fez com muito gosto. Pétain ficou tão satisfeito com o jugo nazista sobre seu povo que impôs ao estado fantoche francês leis antissemitas ainda mais terríveis do que as que a própria Alemanha havia criado.
Até a liberação da França pelas forças aliadas em 1944, estima-se que o regime do traidor Pétain tenha deportado cerca de 75 mil judeus para campos de concentração nazistas, de onde menos de 2 mil conseguiram sair com vida. Ao fim da guerra, o chefe de estado foi julgado e condenado à pena de morte por seus crimes, tendo sua pena substituída por prisão perpétua devido a sua idade avançada e sua condição de herói da primeira guerra. Entretanto, os demais condenados por colaborar com o inimigo não tiveram a mesma sorte que o marechal e pagaram com a vida pelos crimes cometidos.
Enquanto a França lidou a maior parte da guerra com a desonra e humilhação de ter os alemães dominando seu país por meio de suas tropas ou de seus fantoches, o Reino Unido adotou uma postura completamente oposta. Após o episódio de Dunquerque, o Reino Unido se viu na obrigação de reestruturar suas defesas contra os nazistas, que por sua vez pretendiam usar o território do norte francês, que devido à sua proximidade ao território britânico, seria a base avançada no objetivo de invadir a ilha.
Recém-nomeado primeiro-ministro britânico, um pouco antes da batalha de Dunquerque, Sir Winston Leonard Spencer-Churchill, outro de nossas três personagens, decidiu então direcionar todos os esforços nacionais para organizar as forças armadas e a população do Reino Unido a resistir aos ataques nazistas e em seguida conseguir derrotar o poderoso inimigo.
É curioso que Churchill tenha sido alçado ao cargo de primeiro-ministro do Reino Unido, uma vez que, poucos meses antes do início oficial da guerra, o ex-tenente coronel fora chamado de belicista, radical e extremista por políticos e a parte liberal (leia-se esquerdista) da imprensa britânica. Na verdade, hoje sabemos que Churchill foi um dos únicos a perceber e denunciar a ameaça que representava os projetos de domínio global da Alemanha Nazista na época. Mais uma vez, podemos fazer um paralelo com o momento que vivemos atualmente.
Hoje, toda voz que se levanta para denunciar os planos de dominação mundial do regime ditatorial comunista que vem da Ásia, é acusado de extremista, racista, fascista e todo tipo de “ista” possível. Quando não, é um paranóico, adepto de teorias da conspiração. Churchill hoje seria considerado um louco, belicista e paranóico? Certamente que sim. Como diz o guru dos comunistas, Marx: A história se repete, primeiro como tragédia e depois como farsa.
Mas como diz a sabedoria popular, Deus escreve certo por linhas tortas. O homem que fora tão insultado dentro do seu próprio país foi o responsável por tirá-lo da beira da dominação nazista. A custa de muito “sangue, sofrimento, lágrimas e suor”, liderou a reviravolta nos campos de batalhas que levariam as nações aliadas a destruir o III Reich e restaurar a liberdade na maior parte dos países europeus, salvo aqueles que a partir de então passariam a ser assediados pelo leviatã soviético. Mas isso é assunto para outro texto.
Churchill já era um homem aclamado em seu país, também era um herói de guerra e possuía uma ficha de brilhantes serviços prestados a sua nação. Com seus feitos históricos liderando os países livres na Segunda Guerra Mundial alcançou um status de herói nacional. Uma verdadeira lenda em todo o mundo. Em 2002, em votação promovida pela BBC, foi eleito o maior britânico de todos os tempos.
Diferente de seu colega Pétain, que foi da glória a infâmia, Churchill foi um homem que soube entender o zeitgeist da primeira metade do século XX e ainda hoje é uma referência para os amantes da liberdade e patriotas em todas as partes do mundo.
Por isso, para surpresa de zero pessoas, começamos a ver movimentos como o realizado pelo presidente globalista francês Emmanuel Macron, que fez um esforço para reabilitar o nome de Pétain em 2018, ano em que se comemorou os 100 anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Por este fato, o atual presidente francês sofreu duras críticas dentro do próprio país.
E mais recentemente, vimos neste ano de 2020, grupos antifas querendo derrubar uma estátua de Churchill em Londres. Sim, ele mesmo. O homem que livrou a Europa do nazismo e do fascimo se tornou alvo dos terroristas que vestem camisas pretas e levantam os punhos.
Então, com toda esta história recente, recheada de exemplos de figuras militares e estadistas que optaram por caminhos diametralmente opostos nos momentos em que suas pátrias mais necessitaram, nos causa estranheza ao ver um general do Exército Brasileiro e atual vice-presidente da república como o senhor Antônio Hamilton Martins Mourão, vir a público por diversas vezes defender interesses de empresas de telecomunicações que, além de estrangeiras, também se encontram em posição de subordinação ao partido que comanda o seu país de origem.
Mourão também é possuidor de uma extensa ficha de serviços prestados a pátria e detentor de grande prestígio junto a população desde que passou a ter uma voz alinhada aos anseios da população em oposição aos governos petistas que assolaram o Brasil de 2002 até 2016. Com suas falas críticas em relação as sandices petistas, o nome do general ganhou apelo político a ponto de ter se tornado o vice-presidente na chapa patriota comandada por Bolsonaro.
Não restam dúvidas que Mourão teve um passado glorioso como militar, assim como os mencionados Pétain e Churchill. A grande questão é: Mourão, como liderança política, vai optar por ser um traidor ou herói? Como general de 4 estrelas das forças terrestres, podemos cogitar que o vice-presidente tenha estudado a biografia dos grandes líderes militares das maiores potências mundiais.
E se Mourão conhece a história dos mandatários francês e britânico devemos nos preocupar quando o próprio exalta a gigante da tecnologia oriental? Ainda mais quando esta mesma empresa é acusada de roubo de informações e espionagem pelas principais agências de inteligência do mundo? E por qual motivo Mourão está tão envolvido neste assunto sendo que não é a ele que cabe as decisões nesta área de telecomunicações?
O fato é que, aos brasileiros comuns sem altos cargos públicos e acesso a informações sensíveis à nação, nos causa muito espanto ver um Mourão completamente a vontade em defender as vantagens da empresa do país do dragão e considerar a participação desta fundamental nos leilões da quinta geração de comunicações, em detrimento das outras concorrentes, sobre as quais o vice-presidente não dá sequer uma palavra de incentivo.
Estaria o general da reserva atuando como lobista desta empresa? Ou seria ele um profundo conhecedor das estratégias de contrainformação contidas na obra “A Arte da Guerra”, do chinês Sun Tzu, e estaria então fazendo o famoso jogo de cena? Por via das dúvidas deixaria aqui uma sugestão ao Sr. Hamilton Mourão: Releia as biografias de Pétain e Churchill, e não escolha o exemplo errado a seguir.
submitted by GuilhermeSPD to Direita [link] [comments]


2020.08.12 01:56 GuilhermeSPD Mourão: Entre Churchill e Pétain.


Da esquerda para direita: Philippe Pétain, Hamilton Mourão e Winston Churchill.
A história militar, não só brasileira mas também mundial está repleta de exemplos de traidores nacionais saídos das fileiras de suas forças armadas. No Brasil, temos os casos de Luiz Carlos Prestes e Carlos Lamarca, dois oficiais do Exército Brasileiro que preferiram aderir aos interesses revolucionários de nações comunistas internacionais (sendo a maior expoente, na época, a União Soviética), abandonando as fileiras das forças de defesa dos países que juraram proteger com a própria vida se preciso fosse.
Hoje sabemos que existe no mundo um consórcio maligno formado por forças globalistas e meta-capitalistas, unidas a um partido comunista que domina há 70 anos com mão de ferro e total controle social a maior nação asiática. Está cada vez mais claro que este consórcio tem como um de seus principais objetivos a supressão de todos nossos direitos mais essenciais, especialmente a liberdade de pensamento e expressão, o direito de ir e vir, e os direitos religiosos.
Ao analisar este cenário geopolítico atual é impossível não fazer um paralelo com o mundo do final da década de 30 do século passado, que se encontrava sob uma ameaça tão terrível quanto a que estamos vivendo hoje. Naqueles tempos, o mundo assistia assombrado um partido totalitário de cunho nacional-socialista dominar a nação mais bem-sucedida da Europa e espalhar a opressão e o terror entre a sua própria população, enquanto começava a estender suas garras sobre os países vizinhos.
Após Hitler invadir e anexar aos seus domínios a Áustria e os Sudetos (região da extinta Tchecoeslováquia), os povos dos demais países europeus atingiram um nível de preocupação e tensão elevadíssimo, mas ainda assim, nenhuma nação ousou reagir aos crimes cometidos pelo regime nazista. Este fato nos remete à displicência das nações mundiais diante dos absurdos cometidos pelo regime ditatorial da nação oriental que atualmente avança sobre o mundo. Pois é, qualquer semelhança não é mera coincidência.
Naquele momento, a reação do mundo livre tardou, mas finalmente aconteceu. Após a invasão de mais um país, desta vez a Polônia, o regime nazista recebeu a declaração de guerra por parte do Reino Unido e da França, enquanto os demais países europeus insistiam em uma neutralidade desconfiada. O fato é que a Alemanha nazista havia se transformado em uma gigantesca máquina de guerra, com sua fama alimentada por um bem elaborado plano de propaganda que incluía produções audiovisuais de um certo grau de qualidade, algo até então inédito.
Neste contexto, as demais nações se sentiam acuadas, intimidadas perante a auto aclamada superioridade nazista, e assim sendo, preferiram assumir uma postura de neutralidade acreditando que estariam livres dos tentáculos da máquina de guerra germânica. Um erro crasso. E causa espanto que ainda hoje certas nações ao redor do mundo ainda optem por este tipo de ação perante um regime ditatorial que está de pé e a cada dia que passa dá amostras de não ter limites para seu apetite de dominação.
Voltando à Segunda Guerra Mundial, a essa altura oficialmente declarada, o início dos combates foi extremamente desolador para as nações aliadas. As tropas britânicas sofreram grandes derrotas, e só não foram completamente deflagradas graças ao episódio conhecido como “o milagre de Dunquerque”. Para quem tiver interesse em saber mais sobre este momento crucial da guerra recomendo o excelente filme “Dunquerque” de Christopher Nolan.
A situação da França foi ainda mais desoladora, com os alemães invadindo o território francês e impondo uma derrota avassaladora, além de termos de rendição humilhantes. Neles ficou definido que o país seria repartido e o regime nazista dominaria 2/3 dos territórios franceses enquanto o terço mais ao sul ficaria sob domínio de uma administração fantoche com sede na cidade de Vichy.
Esse arranjo só foi possível graças a complacência de alguns figurões da política francesa, liderados por uma das personagens que fazem parte da trinca de militares que estão sendo analisadas neste artigo, seu nome era Henri Philippe Benoni Omer Joseph Pétain, ou somente Marechal Pétain. Pétain foi um herói na Primeira Guerra Mundial, tendo sido decisivo nas batalhas finais ocorridas em solo francês e que fizeram a balança pender a favor da tríplice aliança. Por sua atuação ficou conhecido como o Leão de Verdun.
Hoje seu nome é sinônimo de infâmia, traição e colaboracionismo com o inimigo. O marechal foi designado chefe de estado da França com a missão de obter um acordo de paz com os invasores nazistas, o que fez com muito gosto. Pétain ficou tão satisfeito com o jugo nazista sobre seu povo que impôs ao estado fantoche francês leis antissemitas ainda mais terríveis do que as que a própria Alemanha havia criado.
Até a liberação da França pelas forças aliadas em 1944, estima-se que o regime do traidor Pétain tenha deportado cerca de 75 mil judeus para campos de concentração nazistas, de onde menos de 2 mil conseguiram sair com vida. Ao fim da guerra, o chefe de estado foi julgado e condenado à pena de morte por seus crimes, tendo sua pena substituída por prisão perpétua devido a sua idade avançada e sua condição de herói da primeira guerra. Entretanto, os demais condenados por colaborar com o inimigo não tiveram a mesma sorte que o marechal e pagaram com a vida pelos crimes cometidos.
Enquanto a França lidou a maior parte da guerra com a desonra e humilhação de ter os alemães dominando seu país por meio de suas tropas ou de seus fantoches, o Reino Unido adotou uma postura completamente oposta. Após o episódio de Dunquerque, o Reino Unido se viu na obrigação de reestruturar suas defesas contra os nazistas, que por sua vez pretendiam usar o território do norte francês, que devido à sua proximidade ao território britânico, seria a base avançada no objetivo de invadir a ilha.
Recém-nomeado primeiro-ministro britânico, um pouco antes da batalha de Dunquerque, Sir Winston Leonard Spencer-Churchill, outro de nossas três personagens, decidiu então direcionar todos os esforços nacionais para organizar as forças armadas e a população do Reino Unido a resistir aos ataques nazistas e em seguida conseguir derrotar o poderoso inimigo.
É curioso que Churchill tenha sido alçado ao cargo de primeiro-ministro do Reino Unido, uma vez que, poucos meses antes do início oficial da guerra, o ex-tenente coronel fora chamado de belicista, radical e extremista por políticos e a parte liberal (leia-se esquerdista) da imprensa britânica. Na verdade, hoje sabemos que Churchill foi um dos únicos a perceber e denunciar a ameaça que representava os projetos de domínio global da Alemanha Nazista na época. Mais uma vez, podemos fazer um paralelo com o momento que vivemos atualmente.
Hoje, toda voz que se levanta para denunciar os planos de dominação mundial do regime ditatorial comunista que vem da Ásia, é acusado de extremista, racista, fascista e todo tipo de “ista” possível. Quando não, é um paranóico, adepto de teorias da conspiração. Churchill hoje seria considerado um louco, belicista e paranóico? Certamente que sim. Como diz o guru dos comunistas, Marx: A história se repete, primeiro como tragédia e depois como farsa.
Mas como diz a sabedoria popular, Deus escreve certo por linhas tortas. O homem que fora tão insultado dentro do seu próprio país foi o responsável por tirá-lo da beira da dominação nazista. A custa de muito “sangue, sofrimento, lágrimas e suor”, liderou a reviravolta nos campos de batalhas que levariam as nações aliadas a destruir o III Reich e restaurar a liberdade na maior parte dos países europeus, salvo aqueles que a partir de então passariam a ser assediados pelo leviatã soviético. Mas isso é assunto para outro texto.
Churchill já era um homem aclamado em seu país, também era um herói de guerra e possuía uma ficha de brilhantes serviços prestados a sua nação. Com seus feitos históricos liderando os países livres na Segunda Guerra Mundial alcançou um status de herói nacional. Uma verdadeira lenda em todo o mundo. Em 2002, em votação promovida pela BBC, foi eleito o maior britânico de todos os tempos.
Diferente de seu colega Pétain, que foi da glória a infâmia, Churchill foi um homem que soube entender o zeitgeist da primeira metade do século XX e ainda hoje é uma referência para os amantes da liberdade e patriotas em todas as partes do mundo.
Por isso, para surpresa de zero pessoas, começamos a ver movimentos como o realizado pelo presidente globalista francês Emmanuel Macron, que fez um esforço para reabilitar o nome de Pétain em 2018, ano em que se comemorou os 100 anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Por este fato, o atual presidente francês sofreu duras críticas dentro do próprio país.
E mais recentemente, vimos neste ano de 2020, grupos antifas querendo derrubar uma estátua de Churchill em Londres. Sim, ele mesmo. O homem que livrou a Europa do nazismo e do fascimo se tornou alvo dos terroristas que vestem camisas pretas e levantam os punhos.
Então, com toda esta história recente, recheada de exemplos de figuras militares e estadistas que optaram por caminhos diametralmente opostos nos momentos em que suas pátrias mais necessitaram, nos causa estranheza ao ver um general do Exército Brasileiro e atual vice-presidente da república como o senhor Antônio Hamilton Martins Mourão, vir a público por diversas vezes defender interesses de empresas de telecomunicações que, além de estrangeiras, também se encontram em posição de subordinação ao partido que comanda o seu país de origem.
Mourão também é possuidor de uma extensa ficha de serviços prestados a pátria e detentor de grande prestígio junto a população desde que passou a ter uma voz alinhada aos anseios da população em oposição aos governos petistas que assolaram o Brasil de 2002 até 2016. Com suas falas críticas em relação as sandices petistas, o nome do general ganhou apelo político a ponto de ter se tornado o vice-presidente na chapa patriota comandada por Bolsonaro.
Não restam dúvidas que Mourão teve um passado glorioso como militar, assim como os mencionados Pétain e Churchill. A grande questão é: Mourão, como liderança política, vai optar por ser um traidor ou herói? Como general de 4 estrelas das forças terrestres, podemos cogitar que o vice-presidente tenha estudado a biografia dos grandes líderes militares das maiores potências mundiais.
E se Mourão conhece a história dos mandatários francês e britânico devemos nos preocupar quando o próprio exalta a gigante da tecnologia oriental? Ainda mais quando esta mesma empresa é acusada de roubo de informações e espionagem pelas principais agências de inteligência do mundo? E por qual motivo Mourão está tão envolvido neste assunto sendo que não é a ele que cabe as decisões nesta área de telecomunicações?
O fato é que, aos brasileiros comuns sem altos cargos públicos e acesso a informações sensíveis à nação, nos causa muito espanto ver um Mourão completamente a vontade em defender as vantagens da empresa do país do dragão e considerar a participação desta fundamental nos leilões da quinta geração de comunicações, em detrimento das outras concorrentes, sobre as quais o vice-presidente não dá sequer uma palavra de incentivo.
Estaria o general da reserva atuando como lobista desta empresa? Ou seria ele um profundo conhecedor das estratégias de contrainformação contidas na obra “A Arte da Guerra”, do chinês Sun Tzu, e estaria então fazendo o famoso jogo de cena? Por via das dúvidas deixaria aqui uma sugestão ao Sr. Hamilton Mourão: Releia as biografias de Pétain e Churchill, e não escolha o exemplo errado a seguir.
submitted by GuilhermeSPD to Bolsonaro [link] [comments]


2020.07.25 04:11 lazey_Og O MENDIGO EXIGENTE

Olá luba editores possível convidado gatos vizinhos espíritos e etc... Minha história começa quando eu comecei a fazer beat de trap no mês passado eu acho,e até que não são tão ruins como eu pensava sksk Aí eu comecei a postar no YT E um dia recebi uma corrente de um cara vamos chamá-lo de CUZ... Tô brincando de CARLZ com Z pra não plagiar vc, Aí ele me pediu pra fazer um beat pra ele e eu aceitei e nem ia cobrar mas..... Ele começou a encher muito o saco exigindo muito e eu tenho vida pessoal também Eu no curso e ele mandou mensagem cobrando Eu fiz 53 patterns (as baterias do beat) e eu sempre uso no máximo 9 Aí eu enviei pra ele e ele gostou até aí ok, aí eu fiz uma TAG pra mim (aquela voz do fundo falando o nome do produtor) e coloquei no beat pq ficaria com minha marca e ficaria melhor mais bonito e preenchido, e ele simplesmente reclamou e não quis a versão com minha tag e novamente ele botou defeito nas baterias sendo que EU NÃO MUDEI NADA NELAS Então eu resolvi cobrar pq deu muito trabalho E ele simplesmente disse "nós temos uma parceria e pra mim você faz de graça e para as outras pessoas você cobra" ou seja desvalorizou legal Aí eu só proibi ele de usar e disse que não era pq ele não quis pagar então não ia usar Aí um belo dia ele me mandou mensagem falando "em breve vou fazer um som com seu beat" e eu simplesmente falei "nao, não vai fazer você não quis pagar e não vai usar, e se usar eu te dou um direitos autorais e um strike" Ele ficou bravo e me xingou Aí eu falei mais coisas xinguei sim mesmo, pq nem relógio trabalha de graça Aí ele me mandou tomar no cu e bloqueou
Antes que digam que ele não tinha dinheiro, ele grava em estúdio e tem videoclipe e essas coisas são muito caras e uns 40 conto em um beat é oq eu ia cobrar é muito pouco aí ele me bloqueou e ficou por isso Obrigado por ler sksk Quem quiser ver meu canal e (Prof. lazey) os primeiros q aparecer e meu :) kk Obrigada e tenha um bom dia noite sla
submitted by lazey_Og to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.25 04:09 lazey_Og O MENDIGO EXIGENTE

Olá luba editores possível convidado gatos vizinhos espíritos e etc... Minha história começa quando eu comecei a fazer beat de trap no mês passado eu acho,e até que não são tão ruins como eu pensava sksk Aí eu comecei a postar no YT E um dia recebi uma corrente de um cara vamos chamá-lo de CUZ... Tô brincando de CARLZ com Z pra não plagiar vc, Aí ele me pediu pra fazer um beat pra ele e eu aceitei e nem ia cobrar mas..... Ele começou a encher muito o saco exigindo muito e eu tenho vida pessoal também Eu no curso e ele mandou mensagem cobrando Eu fiz 53 patterns (as baterias do beat) e eu sempre uso no máximo 9 Aí eu enviei pra ele e ele gostou até aí ok, aí eu fiz uma TAG pra mim (aquela voz do fundo falando o nome do produtor) e coloquei no beat pq ficaria com minha marca e ficaria melhor mais bonito e preenchido, e ele simplesmente reclamou e não quis a versão com minha tag e novamente ele botou defeito nas baterias sendo que EU NÃO MUDEI NADA NELAS Então eu resolvi cobrar pq deu muito trabalho E ele simplesmente disse "nós temos uma parceria e pra mim você faz de graça e para as outras pessoas você cobra" ou seja desvalorizou legal Aí eu só proibi ele de usar e disse que não era pq ele não quis pagar então não ia usar Aí um belo dia ele me mandou mensagem falando "em breve vou fazer um som com seu beat" e eu simplesmente falei "nao, não vai fazer você não quis pagar e não vai usar, e se usar eu te dou um direitos autorais e um strike" Ele ficou bravo e me xingou Aí eu falei mais coisas xinguei sim mesmo, pq nem relógio trabalha de graça Aí ele me mandou tomar no cu e bloqueou
Antes que digam que ele não tinha dinheiro, ele grava em estúdio e tem videoclipe e essas coisas são muito caras e uns 40 conto em um beat é oq eu ia cobrar é muito pouco aí ele me bloqueou e ficou por isso Obrigado por ler sksk Quem quiser ver meu canal e (Prod. lazey) os primeiros q aparecer e meu Obrigada e tenha um bom dia ou noite sla
submitted by lazey_Og to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.17 05:03 PitchBlackMist [Muito longo] Oportunidades perdidas

Sinto que esse texto possa a vir a expressar uma certa arrogância e narcisismo, mas ainda assim quero escrever o que sinto.
Atualmente sou um jovem de 16 anos, nasci no interior de uma cidade pequena no sul do nosso Brasilzão. Meu irmão mais velho cuidou de mim quando pequeno (gostaria que fôssemos mais próximos hoje, mas esse não é o tema do desabafo), ele ensinou-me a ler e escrever quando eu tinha uns 4 anos. Cursei a pré-escola numa escolinha pacata com uma dúzia de alunos, inclusive ela fechou no mesmo ano que eu saí. Porém não reclamo disso, acho que foi bom pra mim, aprendi bons valores lá.
Em 2010 eu precisei trocar de escola, entrei numa escola de campo (a única próxima de minha casa, mesmo estando há 20km de mim). É uma escola pública, pequena, cerca de 150 alunos do pré até o ensino médio. Não tenho muito a reclamar do primeiro ao terceiro ano lá, eu tive acesso à internet desde cedo e gostava de procurar sobre dinossauros e o universo e falava disso com meus amigos, tanto é que eu ganhei o apelido de alienígena por isso (não era na maldade, até hoje alguns amigos me chamam assim). No segundo ano, inclusive, fiquei internado e perdi um mês e meio de aulas espalhadas ao longo do ano, mas eu tirava boas notas então fui aprovado assim mesmo, lembro de ficar irritadíssimo quando deixei de ganhar uma medalha numa olimpiadazinha da época.
Quando eu ingressei no quarto ano deparei-me com um repetente que, talvez como uma forma de lidar com a depressão que sofria após a morte do irmão, via-me como um alvo fácil para bullying. Eu era gordinho, chorava fácil, não sabia brigar, era mimado, era nerdão, o alvo perfeito, não? Até o sexto ano eu fui quase que constantemente bullynado por ele e mais um menino que não tinha nem mesmo vantagem física sobre mim, mas eu já tinha desenvolvido um complexo de inferioridade e acabava por me deixar ser abusado. Eu faltava muito às aulas, fingia estar doente, deixava de fazer o dever de casa, tive um péssimo desempenho durante esses anos, inclusive tentei suicídio aos 10 anos (foi uma tentativa boba de me enforcar com os lençóis que obviamente não funcionou, mas eu genuinamente desejava a morte). Como fuga da realidade eu recorria às redes, usava o computador de casa o máximo que podia para jogar Minecraft, Kogama, GTA:SA... O YouTube também servia-me como um grande passa-tempo, os 4 aventureiros foram a alegria da minha infância. Porém, meu irmão, no ápice de sua adolescência, dependia das redes sociais como forma de socialização já que moramos no interior, longe de qualquer pessoa da nossa idade além de alguns esparsos vizinhos que tínhamos, isso ocasionava muitas e muitas brigas porque eu era quase que dependente da internet pra fugir da realidade, e ele também dependia dela pra ter alguma vida social. Ele também passou por uma depressão profunda que ocasionava um comportamento agressivo, passamos mais de um ano inteiro sem dizermos uma palavra para o outro. Hoje ainda não somos mais tão próximos quanto quando éramos quando crianças, embora tenhamos superado essas diversas brigas.
Mas o tempo passou, no sétimo ano um dos bullies se mudou e o outro havia superado a morte do irmão, então eu não era mais abusado. Infelizmente, os últimos três anos de abuso na escola e em casa haviam mexido comigo; eu já não sentia mais prazer em estudar e, com meu irmão tendo um computador para ele mesmo, eu tinha acesso livre às redes e passava o dia todo jogando e vendo vídeos no Youtube, a única amizade que eu tinha era um cara que estudava comigo e que jogava comigo. Eu não reconhecia de verdade nossa amizade, eu via a realidade sob uma lente distorcida graças aos anos anteriores e não confiava em ninguém. Eu permaneci assim até o nono ano, em 2018; nunca fiz amizades reais fora da escola, nunca dormi na casa de outro amigo, só tive uma única amiga mulher, nunca pude experienciar a auto-descoberta e o início da sexualização do meu corpo junto à uma menina que estivesse passando pelo mesmo. Eu era manipulado facilmente nas redes, eu era radicalizado pela política aos 13 anos e desfiz a única amizade que tinha com uma mulher na vida real porque ela não apoiava o Bolsonaro. Eu também nunca dei meia foda aos estudos, nunca me importei em estudar; acredito que eu não aprendi quase nada no Fundamental II, eu não prestava atenção nas aulas, ficava conversando (com meu único amigo) e no celular a aula inteira, só estudava uma noite antes da prova ou no ônibus indo para a escola. Acredito que Deus tenha me abençoado com certa inteligência, pois mesmo fazendo tudo isso eu nunca peguei recuperação e quase nunca fiquei abaixo da média em uma prova. Claro, eu estudava em escola pública E de campo, não precisava ser nenhum gênio para isso, o conteúdo é de nível inferior quando comparado ao de uma escola decente ou, até mesmo, quando comparado com a escola pública média.
Eu não diria que tinha depressão, eu era ignorante do que deixava de experienciar, então nunca me importei... até entrar no ensino médio. Eu tinha um amigo virtual, que eu conhecia no Discord, ele aconselhava-me sobre a vida, ele me norteou e me ajudou a superar a ansiedade social que eu tinha na época. Ele é a razão de eu não ter continuado sendo o zumbi triste que eu fui durante o Fundamental II inteiro, ele me introduziu também à maravilha que é a MPB, coisa que eu jamais teria descoberto sem ele. Porém, eu tornei-me paranoico com doxx e deletei tudo que tinha online e, numa fase mais doentia minha, doxxei-o com base no pouco que lembrava dele e mandava mensagens pra ele com o seu nome real achando que era uma boa ideia. Sinto falta dele, mas já aceitei que não irei revê-lo, embora gostaria que ele me revesse agora, que estou num período mais saudável da minha vida e depois de superar todo o drama pelo qual ele me aguentou entre 2018 e 2019. No final do ano passado eu decidi mudar pra valer, e funcionou, eu sinto que sou uma pessoa muito melhor e que já superei a maioria de qualquer conflito passado pelo qual eu já passei e comecei a estudar por conta própria.
Este é, inclusive, o motivo pelo qual eu resolvi começar esse desabafo, mas ele acabou se transformando num resumo da minha vida, mas tudo bem. Minha escola é pública e ruim até para padrões de escola pública, mesmo assim, nunca tive dificuldades para passar de ano sem estudar. Estou estudando só agora o que deveria estar estudando ano passado ou até antes; eu não aprendi o Teorema de Pitágoras na escola antes desse ano, EU ESTOU NO SEGUNDO ANO DO ENSINO MÉDIO. Minhas professoras precisam pulam diversos assuntos por falta de interesse dos alunos e da administração da escola, alguns alunos, muitas vezes, saem das aulas pra cortar grama pra escola. Minha professora de biologia e química sempre me incentivou com os estudos e me auxiliou quando eu tenho dúvidas, mas minha professora de matemática não, ela eu não consigo perdoar baseado somente nisso que eu citei acima. Ela nunca respondeu uma dúvida que eu tive fora da escola, passa conteúdo atrasadíssimo para os alunos, é uma péssima professora em geral, se é que posso chamá-la assim. Ano passado, inclusive, ficamos o ANO LETIVO INTEIRO estudando funções de primeiro e segundo grau; eu lembro que mesmo ela tentando explicar o assunto (e pulando muita coisa importante como demonstrações de fórmulas) eu só observava-a sem entender porra nenhuma, mesmo assim conseguia um desempenho excelente nas provas de algum jeito. Além disso, moro no campo e eu sou o herdeiro da propriedade e tenho o papel social de seguir como fazendeiro na propriedade da minha família, diferente da carreira que desejo seguir. Meus pais inclusive não gostam muito da ideia de que eu saia de casa para estudar, meu pai até me apoia, relutante, porque passou pelo mesmo quando criança, mas cedeu à vontade do pai e deixou de seguir seus sonhos, enquanto minha mãe é abertamente contra e até zomba de mim, usando meu irmão que saiu de casa e não está exatamente sendo bem-sucedido como exemplo.
E isso me leva a diversos e se? Eu olho pro passado e pro presente e chego a conclusão de que eu tenho mais facilidade com os estudos do que a pessoa média. Eu comecei a estudar sozinho e estou progredindo num ritmo muito mais rápido do que eu esperava progredir. Sem querer parecer um babaca, eu não acho que sou um Albert Einstein da vida, mas acredito que eu sou no mínimo notavelmente inteligente. E se eu nunca tivesse sofrido bullying quando criança e me afastado dos estudos por 7 anos? E se eu nunca tivesse tido as diversas brigas com meu irmão e pudesse possivelmente começar a estudar o que eu gostava ainda quando pequeno? E se eu tivesse pais que apoiassem meus estudos sempre? E se eu estudasse numa escola que realmente me preparasse para a vida e em ensinasse de verdade? E se eu tivesse tido todas as oportunidades que tanta gente por aí que detesta os estudos têm?
Caramba, cara. Eu acredito que eu poderia ter sido muito mais, eu poderia ter ido tão longe, quem sabe onde eu poderia chegar se eu não tivesse tido uma infância merda e educação pior ainda? Eu estou estudando todo santo dia religiosamente para tentar compensar o que eu perdi graças à incrível combinação de desgraça que possivelmente arruinou minha vida acadêmica irreparavelmente.
Enfim, esse foi meu desabafo de 9500 caracteres que passei uma hora e meia escrevendo, eu sinceramente duvido que alguém vá ler isso tudo, mas eu precisava escrever isso, obrigado.
submitted by PitchBlackMist to desabafos [link] [comments]


2020.07.17 01:38 SilvanaSouza Babaca por querer usar minha garagem???

Olá lubinha e turma que está a ler, meu vizinho é filho do síndico do prédio, essa pessoa teve o segundo filho recentemente fez seu pai troca sim TROCAR de apartamento com ele. Não bastando isso, trocou de vaga de estacionamento com o pai pois a vaga do pai era maior que a dele, e na maior cara de pau veio pedir para que meus pais abrissem mão de uma parte da nossa vaga de estacionamento porque ele queria comprar um carro maior e não caberia na vaga dele. Quando dissemos não ficou extremamente incomodado como se nós fossemos errados em não ceder parte da nossa vaga pra ele. Somos babacas ou não? Sendo que ele usa parte da vaga do pai dele pra colocar aquelas casinhas pra transportar cavalo (não sei o nome)
submitted by SilvanaSouza to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.16 19:11 bCherryCoke O dia que um stalker ficou me perseguindo

Olá Luba, editores, gatitas, possível convidado e turma que está a ver.
Hoje eu vim contar sobre o dia que um cara muito estranho começou a me enviar mensagens esquisitas e assustadoras.
Tudo começou em 2016 quando eu estava indo pro colégio. Eu estava subindo a rua da minha casa para esperar uma amiga até que eu recebi uma dm de um perfil com um nome estanho e sem fotos. Eu sou bem curiosa, então eu nem pensei duas vezes antes de ver o que era. Cliquei, li uma vez, duas, três e depois eu fiquei arrepiada da cabeça aos pés tudo porque as mensagens diziam coisas como:
" Você tá linda com esse jeans novo. Seu uniforme marca bem seu corpo. Você tá Muito gostosa hoje"
Fiquei olhando pra todos os lados, mas não tinha ninguém além das senhorinhas que pegavam o ônibus naquele horário pra ir trabalhar. Não tinha a menor chance delas terem me mandando aquelas mensagens.
Depois que o medinho passou eu pensei melhor e achei que fosse uma brincadeira idiota de alguns meninos que já tinham feito coisas parecidas anos atrás. Resolvi responder a mensagem pedindo pra eles me deixarem em paz. Fui pro colégio e segui minha vida normal até a hora do intervalo quando vi que a pessoa tinha respondido dizendo que não queria ter sido indelicado e que só queria me fazer um elogio. Deixei de lado porque ainda achava que era aqueles caras fazendo gracinha.
Os dias foram passando e esse perfil continuava me mandando mensagens de manhãzinha e depois de noite (que era quando eu voltava do curso). Muitas mensagens tinham até conteúdo sexual. Teve mensagens que ele dizia que queria me levar no meio do mato pra fazer você sabe oque. Eu já tinha conversado com os meninos e eles tinham me jurado que não era eles e até queriam dar uma surra na pessoa que tava fazendo isso (pra tu ver o nível da situação). Achei que se eu deixasse a pessoa falando sozinha uma hora ou outra ele ia parar, mas não aconteceu, então eu resolvi dar corda pra ver se ele se entregava. Fui conversando, dando moral, respondendo a pessoa na hora que ela mandava as mensagens e tudo mais... fazia tudo isso com o c* na mão de medo de ser um malucão obcecado que queria me matar, mas eu precisava saber quem era pra colocar um fim nisso já que ignorar não tinha dado muito certo. Passei umas duas semanas falando com ele e tomando todo o cuidado quando saía na rua.. Eu tinha pelo menos dois canivetes comigo pra caso acontecesse algo.
No fim eu consegui convencer ele a falar quem era e fiquei de cara quando vi que ele era meu vizinho de 14 ANOS que morava na mesma rua que eu com o pai e a madrasta. Eu imprimi todas a mensagens e fui na casa dele. O cara ficou branco quando me viu ali com aquele pacote de folha sulfite na mão com as mensagens dele. De primeira ele nem quis me deixar entrar, mas eu tava tão virada no ódio que eu comecei a falar alto pra ver se os pais dele apareciam pra eu mostrar as coisas. Eles apareceram e eu conversei com eles mesmo com o menino gritando que era mentira minha e tentando pegar as folhas de mim. O pai dele estava fervendo de raiva e ficou até pior quando eu mostrei pra eles todas as mensagens que ele me mandava. Falei sobre o meu medo e até mostrei os canivetes pra eles. A madrasta ficou tão chocada e até tentou dar uma dura nele, mas o pai tava tão possesso que tentava bater o moleque de todo jeito.
Depois de toda a confusão o menino (que estava chorando igual um bebê) teve que me pedir desculpas e também apagar o perfil. Nunca mais vi ele depois disso, mas fiquei sabendo que ele levou uma bela de uma surra e depois foi morar com a mãe que vivia em outro estado e até hoje o pai e a madrasta dele me pedem perdão quando me vê na rua.
submitted by bCherryCoke to TurmaFeira [link] [comments]


2020.07.01 04:11 sooool-e-cafe- aquele do filho estranho e da vizinha mão leve

Olá turma, papelões (vivos e não vivos), gatas, Luva, editores e seres que estão a ver, eu sou a Sol. Minha história começa em meados de 2018 quando comecei a morar com minha e meu padrasto (porque minha mãe descobriu que estava grávida, guardem isso). A casa que a gente mora é alugada e é junto com outras 5 casas todas num terreno só, minha família mora em uma das casas do segundo andar e nossa área de lavanderia fica na laje que é no último piso, detalhe; dividimos a lavanderia com a vizinha que mora na outra casa do segundo piso, vamos chamá-la de Galrs. Era muito bonito, a gentileza da Galrs, os papos que ela e minha mãe tinham, coisa de amiga mesmo, Galrs até se ofereceu pra ser madrinha da minha irmã e tudo, Galrs vivia pedindo favores a minha mãe que nunca recusou nada e tal, amizade daqui, amizade acolá se foram oito meses. Em algum momento desses oito meses eu e mamãe descobrimos que o filho mais velho de Galrs ficava nos espiando trocar de roupa da laje, até hoje tenho arrepios, ela é sinistro, e não num bom sentido. Enfim, com a chegada dos oito meses da minha mãe e da aproximação do dia do parto a gente começou a arrumar tudo, e uma das coisas que tínhamos que fazer era lavar todas as roupas da minha irmã, tarefa que mamãe deixou para mim. Como minha irmã tinha muitas roupas e nosso lado da lavanderia tinha poucos varais nós tivemos que pedir emprestado os da Galrs, que concordou de bom grado só que em troca pediu para minha mãe (com oito meses de gravidez) cuidar dos três filhos dela para que ela fosse "resolver algumas coisas", minha mãe como a pessoa gentil que é, não soube recusar e aceitou. Assim uma semana se foi, todas roupas estavam limpas, e era dia de cuidar das crias da Galrs. Tudo ia bem nas primeiras horas, as criança estavam quietas e tudo ia de acordo, conversei com minha mãe, perguntou se ela ia ficar bem, ela disse que sim então eu decidi tirar um cochilo no meu quarto (as crianças estavam na sala), acordei algum tempo depois com a sensação de que alguém tinha passado a mão em minhas nádegas, mas quando abri os olhos era só o filho da Galrs dizendo que minha mãe pediu pra ele me acordar (até hoje tenho suspeitas dele), no fim as crianças tinham se transformado completamente e isso fez minha mãe passar muito nervoso, o que não foi nada bom pra ela, tendo em vista quão avançada estava a gravidez. Depois desse dia minha disse a Galrs que não poderia ficar mais com os filhos dela e ela (a Galrs) enlouqueceu completamente, xingou minha mãe de mil e um nomes e fez questão de deixar claro o quanto os filhos dela eram muito melhores do que eu, além de não olhar mais na nossa cara, é claro. Como estávamos perto do fim do ano, teria uma formatura na minha escola, e mamãe disse que iria belíssima, então ela pegou seu melhor salto e seu melhor vestido e levou pra laje para dar uma limpada (salto esse que ficou lá secando), alguns dias depois, no dia da minha formatura mamãe voltou para pegar se saltos e adivinhem, eles não estavam lá, o que era estranho porque ninguém consegue ir na lage se não passar pela nossa porta, ou pela janela, e a gente não viu ninguém estranho, acabou que mamãe teve que usar outro salto mas conseguimos ir a formatura. Muitos dias depois mamãe viu a irmã da Galrs com um salto igualzinho ao dela que tinha sumido, então ela perguntou a Galrs onde a irmã dela tinha comprado, e com a maior cara de pau do mundo Galrs respondeu: "eu vi lá na laje e peguei emprestado, achei que tu não se importaria, devo ter esquecido de avisar", nessa hora sangue me ferveu e eu não aguentei, falei um monte pra ela e ainda joguei na cara dela que o filho dela era um tarado sem vergonha, Garls se revoltou mais do que antes e começou a gritar horrores com a gente, acabou que os outros vizinhos tiveram que acabar com a discussão e ela não falou mais com a gente, alguns dias atrás ela se mudou e eu quase dei pulos de alegria.
submitted by sooool-e-cafe- to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.25 20:28 lakeXXX cara, parabens ai velho, de boa, muito legal esse teu meme.

cara, parabens ai velho, de boa, muito legal esse teu meme. contei pra todos aqui da minha familia, todos acharam muito surpreendente e pediram pra te dar os parabens, queriam falar com você pessoalmente se possivel para lhe parabenizar. disseram também que na festa de natal irão contar para os parentes mais distantes e no ano novo lançarão baterias de fogos com seu nome. contei esse seu feito também para alguns outros parentes mais próximos, reagiram tal qual minha familia, pediram seu endereço para mandar cartões e mensagem de parabenização. meus amigos não acreditaram quando eu disse que conhecia o dono desse feito tão imenso, sério, ficaram todos de boca aberta, disseram que farão seu nome ecoar por anos e anos. quando os vizinhos ficaram sabendo do feito, ficaram todos boquiabertos, quiseram saber quem é você, pediu se, caso você tiver tempo, é claro, de poderia passar aqui para receber presentes, congratulações e apertos de mãos. com o esparrame da sua noticia, um grande empresario da região decidiu te contratar como presidente da empresa graças a esse seu surepreendente feito e ao mesmo tempo um grande acionista internacional quer patrocinar shows para você para palestrar e ensinar todos a fazerem igual para que o mundo seja um lugar melhor. você não só está famoso aqui na região quanto aí mas também em todas as partes, todos sabem quem é você graças ao rápido esparrame da notícia, prefeitos de todas as cidades estão pendurando faixas, balões, teleféricos, instalando aparelhos de som, tudo o que possa fazer seu nome vibrar para ver qual cidade te consagra mais por esse seu feito magnifico. aqui na minha cidade mesmo cada rua terá seu sobrenome a partir da próxima gestão da administração municipal. muitos países que antes viam o brasil com maus olhos, agora, graças ao seu feito, vêm o brasil como um exemplo, como uma nova capacitação, os grandes sortudos que sabem sobre você diz "ei, aquele cara é brasileiro" e todos replicam imediatamente "é! é! é! o brasil é um bom lugar". Graças a isso o turismo aumentou no brasil, todos vieram para cá graças a você, a entrada de moedas internacionais foi grande fazendo as bolsas e ações brasileiras decolarem e assim o brasil se tornou o pilar para solução da crise mundial. Graças a isso somos bem vistos e, claro, somos a maior potencia economica do mundo. todos os madeireiros se comoveram com seu feito e decidiram parar de explorar a amazonia para que o mundo viva mais e mais. o caos por conta do presidente negro nos estados unidos foi cessado graças ao fato do brasil ser o lider economico mundial, uma vez sendo um país de varias etnias, todos passaram a aceitar as diferenças com amor no coração. o papa mandou todos os seus representantes pelo mundo falar sobre seu nome e sobre seus feitos para que a palavra sobre vossa pessoa chegue aos ouvidos de cada criatura que ande sobre a face desse planeta. Também, graças ao seu feito, decidiram cessar os experimentos com o LHC já que a origem do universo se torna sem importancia perto da magnitude desse seu ato. Os Maias voltaram de andromeda e disseram que como existe um humano tão magnifico vivo eles iriam dar a chance de nós sobrevivermos em 2012, contaram então sobre o que poderia causar o fim do mundo, e todos os lideres de todas as nações, inspirados nesse seu feito, estão tomando providencias para que não ocorra. a magnitude desse seu feito acabou até com o magnetismo que expulsou o corpo celeste alfa que habitava a órbita da terra. Em nome desse seu feito, Akira Toryama resolveu continuar com as sagas de dragon ball, desta vez com um personagem dedicado a você. Willian Bonner e Jô Soares ao se despedirem toda noite mandam uma saudação para o Brasil e uma somente para você. Continue sempre assim, essa pessoa linda, maravilhosa, esforçada, inspiradora, magnifica, espitufenda, criativa, etc. E continue sempre fazendo atos como estes que o mundo será cada vez mais um lugar melhor para se viver. Continue assim cara, e se sobrar um tempo visites todos os citados, ninguem acredita que eu troco mensagens virtuais.
submitted by lakeXXX to Copicola [link] [comments]


2020.06.16 21:50 AcordaBenfica ACORDA BENFICA!

Apoiantes do Vieira, quero ver-vos a comentar os FACTOS abaixo apresentados, se conseguirem.
Número de sócio forjado, explicado de forma muito simples e objectiva.
https://eternobenfica.blogspot.com/2012/10/era-uma-vez-um-nao-socio-que-e-hoje.html?fbclid=IwAR0GJhZ0Q-GaoyaG-CX8Upw1JH7w2maOzE39qXZEQkSl66UkcCk0OT8eKkE&_sm_au_=iHVZ67D2JvM34f2sVsBFjK664v423
Rui Costa nos negócios imobiliários com o Vieira. Reparem no nome das empresas.
https://www.jornaldenegocios.pt/empresas/imobiliario/detalhe/rui-costa-investe-em-empreendimento-imobiliario-de-luxo-em-oeiras?fbclid=IwAR0bJhw3eaH9ex7jS2jPhbUShPLsm_dquAUwgHi12K3XTZqORrKbrxl_OAA
https://www.auraree.com/portugal/land/serra-de-carnaxide-begins-to-fill-with-homes/?fbclid=IwAR3B-OO_XBDJTQW_Bs7HEmbLuZin570O19oPqDNKaO5b615jrCdwOqU4AQk

Roberto. Não é preciso dizer muito. Um dos maiores flops de sempre, ainda deu "lucro". Só para as negociatas com o Jorge Mendes seria preciso uma bilioteca inteira, mas escolhi este.
https://www.cmjornal.pt/desporto/detalhe/fundo-que-comprou-roberto-pertence-a-jorge-mendes?fbclid=IwAR2hGelETvFHXQQfbjcpOGLTB9oy5PixUKTx-B1LHYDiV-RUuOsanAS5tTg

Nuno Gaioso Ribeiro, vice-presidente do clube, é sócio da empresa que gere a dívida privada do Vieira (calote que deixou no Novo Banco, pago pelos contribuintes portugueses). Imaginem só o que seria uma coisa destas no governo.
https://www.jornaldenegocios.pt/empresas/banca---financas/detalhe/expresso-novo-banco-reestrutura-divida-de-luis-filipe-vieira?fbclid=IwAR2DYZcBF8yDrxU2Qxcoi8EIxoe9ck8JznAcNANLbZiBWv219Up1_iJAejs

Francisco Vera. Não precisa de comentários. E há um camião destes, apenas mais discretos.
https://maisfutebol.iol.pt/liga/francisco-vera/vera-custou-2-8-milhoes-ao-benfica-e-levanta-polemica?fbclid=IwAR3SM7ypbEtozagGLoEexvAxwvUMbKKcLpQqIK6lBPtAdkuokiPN4kwQeBE

Um tal de Luquinhas. Exemplo perfeito daquilo a que chamamos “carrossel” (normalmente ligado ao Jorge Mendes).
https://twitter.com/nunovalinhas/status/1029990419784974336?lang=de
O que é engraçado é que dá para perceber logo na apresentação. Se o Vieira aparecer de fato e gravata, e com entrevista para a BTV, é, possivelmente, um reforço a sério. Se o Vieira nem sequer aparecer (como neste caso) ou aparecer de fato treino, é para o carrossel.

OPA. Chumbada pela CMVM. Teve que ser o regulador dos mercados financeiros a salvar o clube dos seus próprios dirigentes, que se preparavam para distribuir dinheiro pelos amigos.
https://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/benfica/detalhe/rei-dos-frangos-assume-divida-de-luis-filipe-vieira-nos-pneus
https://zap.aeiou.pt/rei-dos-frangos-benfica-sad-vieira-312555
"Ter andado de braço dado com o FC Porto quando era presidente do Alverca"; "punha o FC Porto no primeiríssimo plano do futebol português"; "esperou pela comitiva do Benfica à porta do balneário, ao meu lado"; "saltava, ao meu lado, quando o FC Porto marcava golos ao Benfica"
https://www.youtube.com/watch?v=neiRW1K6zV4
Este ataque contundente e avassalador não teve uma resposta por parte do Benfica ou do seu presidente. Como diz o povo: "quem tem telhados de vidro não atira pedras ao do vizinho".
submitted by AcordaBenfica to benfica [link] [comments]


2020.06.07 03:39 juh1616 Irmãos Nice guys

Oi luba,editores e td tipo de ser que esteja lendo essa história.
Bom é uma história nao muito longa que vos contarei hj.
Bem,ano passado meu primo me apresentou seu belo e lindo vizinho(pensava eu),pois tínhamos os mesmos gostos,até aí tranquilo.Ele me passou seu número é começamos a conversar trocar uma ideia,e td mais. Ele sabia que eu tinha recém saido de um relacionamento tóxicoe não queria nada com ninguém,com o tempo fui me apegando a ele,comecei a gostar dele e ele de mim (pobre iludida eu era), e ele queria começar a namorar e td mais,e eu concordei com ele e começamos um relacionamento a "distância". Em duas semanas ele disse que estava cansado do trabalho e td mais,e eu entendi o lado dele e td mais. Não durou 1 mês direito nosso "relacionamento" ele disse que queria terminar por que não ia conseguir me dar a atenção que eu merecia,eu concordei com ele e ficamos tranquilos com essa questã. Na semana seguinte o querido do irmão mais velho dele me chama e me diz que era tudo mentira dele,que ele já tava com outra e td mais,eu falei que estava td bem,ele quem tinha perdido uma pessoa incrível como eu,o irmão dele concordou e perguntou se eu não queria ir jogar vídeo game com ele,eu aceite e chegando lá fui na minha tia primeiro avisar que eu estava ali do lado,e dps fui lá com ele,qnd eu entrei na casa,vejo o Kauã (o menino que terminou cmg) só de cueca, e eu assustada,gritei o nome dele,ele assustou e o Maicon(o irmão mais velho) desceu correndo as escadas,e disse para subir que ele já estava indo. Dps desse dia o Cainan me pediu perdão e td mais,disse que ele era um merda e mto mais.eu li aquilo e fiquei quieta na minha. Esse mês,ele deu uma de nice guy cmg(na minha cara),eu não deixei quieto e gritei com ele no meio da praça da minha cidade,o irmão dele viu td aquilo e me levou pra casa(que é um pouco longe do centro da cidade)e no carro ele disse que gostava de mim e td mais,e eu disse que não gostava dele,como ele gosta é td mais,ele fez como o irmão dele,como já estávamos na rua da minha casa desci do carro e fui andando.
Essa é minha história ❤.bjs
submitted by juh1616 to TurmaFeira [link] [comments]


2020.06.06 08:08 EightfoldHenry Pelo menos uma vez gostaria de dizer o que penso desses tempos tão complicados, e depois nunca mais falar sobre.

Cada dia que passa acompanho menos e menos sobre as opiniões e tento focar o máximo nas notícias — por mais chatas que sejam.
E isso porque o que vejo é a emoção se sobressaindo acima da razão. Agora, que fique claro: não acho e nem penso que seja pouco, que seja sem motivos, ou exageros de qualquer um que sinta profundamente angustiado, amargo e com raiva em tempos assim. De verdade. Eu te entendo. Leio as mesmas notícias que você, vejo meus vizinhos se tornando estatísticas, assim como você. Enfim, estamos no mesmo barco.
Mas eu acho que o que mais me chateia é o povo e a suas reações. O quão superficiais e ineficientes são. A necessidade de apontar o dedo para qualquer direção, qualquer um que possa justificar, de um jeito ou de outro, a dor sentida. O que nos fazem focar em tudo, menos nos problemas que de fato merecem nossa atenção.
O país hoje vive extremamente dividido. O ódio e intolerância mais concentrado que café de padaria às seis da manhã. De um lado, fanáticos e teimosos. Pessoas que simplesmente não querem ou não conseguem lidar com a verdade. Com o erro em seus julgamentos, com a fé perdida naqueles que acreditavam. No outro, pessoas que já não aguentam mais tanto sofrimento e estupidez por parte daqueles que deveriam nos guiar e olhar por nós.
E nesse meio todo o que mais ouço é: "X tem mais é que se foder.", "uma porra dessa tinha de estar morta", "tem que ser fuzilado para aprender, prisão é pouco."... bem, você sabe, inúmeros comentários e sentimentos desse tipo.
Vejo muito, muito disso nesse sub. Às vezes até mesmo sobre outras coisas além de política. Como no caso do MC que fez chacota de uma menininha da Disney, e o povo só faltou rasgar as roupas do corpo de tão irritadas que ficaram. E com razão. Tem razão de ficar assim. Seja na política ou nesses casos horríveis que aparecem na internet hora ou outra.
O caso mais recente, claro, George Floyd. É tão absurdo que é óbvio que alguém vai encontrar seus limites e perder a razão. Pessoas de bem e com interesses de bem se encontrarão em lugares extremamente escuros em si mesmas. E de novo: tem motivo. Não é do nada.
Mas o meu problema é que, por mais que já tenha sido uma daquelas frases que se tornaram comerciais para fazer corporações e pessoas vagas soarem cultas nas redes sociais, é uma frase extrema importante no meu ponto de vista. Que para mim, me impede de sentir qualquer impulso em agir através da raiva e indicação de forma negativa.
"Não se conserta violência com mais violência."
Da mesma forma que um erro não invalida ou justifica o outro. Da mesma forma que ódio não soluciona ódio. Como racismo não resolve racismo.
Encher o peito pra dizer e acreditar que o seu presidente tem mais que morrer, independente do quanto faça por merecer ou não, é tão ineficaz quanto o próprio presidente. Como culpar deliberadamente (me referindo a generalização) pessoas brancas e sentir raiva delas por tudo que fazem contra a comunidade negra, não resolve absolutamente nada. No máximo, te levar a fazer coisas que só reinforçaria todas as ideias e stigmas que tentar colocar em você.
São tempos onde precisamos crescer, de um jeito ou de outro, acima de tudo isso. Ser racional e não emotivo. Porque a raiva vai passar, como qualquer outro sentimento. E é justamente aí que todo mundo esquece dos mesmos problemas e vivem suas vidas.
Impeachment da Dilma, ao meu ver (de certa forma leigo até), veio disso. Não estou dizendo que ela não merecia/que não foi a melhor atitude... não quero entrar nesse mérito. Quero apontar que por mais que milhões foram nas ruas, milhões foram por emoção. Foram para tirar, como muitos a chamavam, a "puta/vadia" do poder. Esses muitos que foram se pá sabiam quem viria após e o que aconteceria após. E aconteceu. Ela saiu. E depois? O gigante acorda mas infelizmente sofre de Alzheimer. Mesmo com o PT. "Vamos tirar do poder!" Ok. Mas quem vem depois? O quê vem depois?
Bom, você sabe. E o mesmo vai acontecer, depois e depois e depois. Ficar puto com uma situação não resolve ela. Depois a raiva cansa e a pouca mudança que veio com ela é esquecida. No cansaço o povo olha pro lado, vê os mesmos problemas com novos nomes e pensa: "ah, foda-se. Político é tudo igual." e segue andando. Chega, grita, faz a merda, e não fica pra ver como termina.
Toda vez que estiver com raiva, pare e pense um pouco. Eu sei que seus parentes intolerantes enchem a porra do saco, eu sei que o Twitter parece um chorume do inferno, eu sei que o presidente e todo o governo ao redor dele è absolutamente asqueroso, eu sei que o povo prefere mastigar a merda do que assumir que fede... eu sei. Também estou aqui.
Mas por favor. Isso não vai te ajudar.
A raiva e a negatividade de tudo isso te consome. A estupidez deles te consome. Você perde dos dois lados. Eles estão te fodendo e você vai acabar fodendo a si mesmo com tudo isso.
E não falo só de bem estar. Falo também num ponto social, político. No sentido de que, quanto mais você racionaliza através dessas questões, mais você se aproxima de lidar da melhor forma com elas.
Nós como humanos temos essa necessidade de pôr esse tipo de coisa pra fora. De ter algum Judas pra apontar o dedo, de ter um cachorro morto pra chutar. É natural com todo mundo.
Mas se deixar parar aí, tudo, para todos, vai continuar absolutamente a mesma merda.
E você, que sabe e vê a irracionalidade do outro lado, vai acabar não sendo tão diferente.
E aí? O que vai adiantar bater boca com o vovô retrógrado se você só vai acabar gritando, puto, igual ele faz? Essas são questões extremamente delicadas que exigem o melhor de você sempre que lidar com elas.
Por favor. Eu sou um ninguém. Mais um merda qualquer no oceano do Tietê. Por favor: pare por dois segundos e pense. Não se deixe levar. Não vai te ajudar. Por favor.
O motivo pelo qual digo que não vou mais entrar nesse assunto é porque eu sei que não vai adiantar. Talvez hoje, talvez amanhã. Talvez para um ou outro. Mas na grande escala é uma luta colossal e perdida. Assim creio. Seria preciso outro Martin Luther King Jr. para alcançar as pessoas de um jeito que as permitam enxergar com a cabeça e não o coração. Passei a maior parte da minha vida quieto porque eu sei que a minha palavra tem um valor quase que insignificante quando de frente aos nossos impulsos.
Mas só hoje, só dessa vez. Por favor. Pare e pense por dois segundos. Seja racional, não emotivo. Eles vão escutar seus gritos mas não vão ouvir suas palavras. Sejam "eles" um grupo de pessoas, seu amigo, seus pais, sua família, um grupo no WhatsApp, uma multidão.
O tipo de gente que tenta conquistar coisas através do grito dizem muito sobre elas apenas nesse simples detalhe. E como bem sabem, é nesse tipo de situação que a gente acaba.
"Ele" vai foder seu país e a sua cabeça também? Sua família? Não, não precisa tanto. Calma. Pensa um pouco. Talvez você não salve o Brasil e a sociedade. Mas talvez alguém que está cego e sendo levado pelas emoções. Alguém que você ama, alguém que é importante para você.
Eu sei também que alguma dessas coisas soam clichês. E se tornaram. Pareço a Coca-Cola tentando fingir que se importa para vender mais uma latinha. É, eu sei. Mas passei muito dos meus anos observando, de tempos em tempos momentos como esses, e tentando encontrar alguma coisa nisso tudo. Maturidade para crescer acima. Aos poucos encontrei.
Mesmo que tenhamos opiniões diferentes pelas mais diversas coisas, ou que vivamos nos mais diferentes lugares e classes sociais: isso vale para todos nós.
Se eu tivesse a certeza que funcionasse, chegaria a implorar para que tivessem um pouco mais de calma, por mais que o momento possa te levar no extremo de seus limites. Só assim algo construtivo seria alcançado.
E eu te garanto uma coisa: colocar o Bolsonaro, seus filhos, seus comparsas, e quem quer que seja contra uma parede e fuzilar por horas, não te faria sentir nem um pouco melhor do que sente agora.
Pior. Você se sentiria pior. E todos os problemas que os cercam se tornaram piores. E tudo porque você se deixou levar.
Tome como exemplo quem já passou por isso. Terry Crews sobre seu pai.
Desculpa se ficou chato ou muito longo. Só precisava desabafar ao menos uma vez. Obrigado.
submitted by EightfoldHenry to brasil [link] [comments]


2020.05.27 02:48 bianca_maiaf HISTÓRIA DA VIZINHA LADRA

oi Luba, editores, papelões, gatas e turma que está a ver, meu nome é Bianca e tentei compartilhar essa história no Discord, mas não tive sucesso, então vou tentar aqui, espero que gostem :)
bom, vamos lá: eu moro em uma cidade pequena, onde é muito fácil as pessoas se conhecerem e tals. eu estudava em uma escola daqui, onde tinha uma secretária (vamos chama-la de cobra), ninguém gostava dela, nem mesmo os enteados, ela praticamente tinha crescido junto com a família dona da escola, e por isso, era a única funcionária que mexia com dinheiro, até aí ok.
no final de 2018, a diretora/dona da escola começou a sentir falta do dinheiro, pessoas falavam que tinham pagado, mas o dinheiro não estava lá, escola tava entrando em crise, e etc, até que, a dona resolveu chamar todos os pais e ver quem tinha pagado (com o carnê de comprovação), todos tinham pagado, mas o dinheiro não estava ali, então começaram a investigar a cobra, descobriram que ela tinha dois celular (um Samsung velho pra levar pra escola, e um iPhone pra usar fora da escola), um carro caro, ela também deu um carro pro marido, tinha bolsas e roupas de marca, e entre outras coisas que são difíceis de comprar com um salário de secretária, e o marido dela é dono de uma coisa de informática aqui na cidade, e começaram e se perguntar "de onde ela tirou tudo isso?", então descobriram que ela estava ROUBANDO o dinheiro da escola. Ela foi demitida por justa causa, mas não teve processo.
só que Luba, tem um detalhe, a cobra, É MINHA VIZINHA, e me odeia, como odeia a minha família também (sem motivos, sempre tratamos ela muito bem, até ela sendo super ignorante com todo mundo). no início de 2019 ela já tinha sido demitida, e toda cidade já sabia o que tinha acontecido. em alguma época do ano (2019), estava só eu e meu pai em casa, já era de noite e meu pai colocou música na caixa de som daqui de casa, não estava alta, tanto que se eu fechasse a porta do meu quarto, não me incomodava, meu pai estava bebendo e limpando a casa (lavando o pátio, passando pano, lavando os banheiro e etc), ATÉ QUE, a cobra manda mensagem no grupo do whatsapp do conjunto falando que as pessoas precisavam trabalhar no dia seguinte (isso aconteceu em um domingo), e tinha gente com som alto na rua dela, não falamos nada e deixamos passar, meus pais nunca falam nada nessa grupo pq querem evitar brigas.
mas aí, no carnaval de 2020 meu irmão estava na frente de casa com a namorada e mais 4 amigos, eu e minha prima estávamos dentro de casa nos arrumando pra ir pro bloquinho, e meus pais e meus tios estavam bebendo na sala, colocaram música, que não estava alta, até que a cobra mandou mensagem no grupo do conjunto falando mais ou menos assim: "tem uns cachaceiros com som alto aqui na rua, e blá blá blá", minha mãe ficou revoltadissíma com isso, e respondeu: "tá certo vizinha, mas você não acha melhor ter vizinhos que colocam música, do que ter vizinhos ladrões?", então a cobra respondeu falando que era verdade e depois mandou mensagem no privado da minha mãe: "se você tiver algum problema comigo, é pra resolver comigo, e não ficar mandando mensagem no grupo", minha mãe falou que ela vir falar isso pra ela era hipocrisia e bloqueou ela, fomos pro bloquinho, e ninguém falou mais nada, e ela nunca mais incomodou a gente.
enfim Lubisco, é isso, beijos, amo seu canal <3
obs: já conversei com o enteado dela, e ele mesmo já me disse que não visita o pai pq não aguenta ela
obs 2: hoje ela tenta vender todas as coisas caras que ela comprou em grupos de compra e venda no whatsapp, tenta vender de tudo, bolsas, roupas, e até lingerie!
uma vez uma outra vizinha (essa é legal) comprou uma calça, pelo preço de 50 reais, e no dia seguinte da venda ela viu que a calça estava furada, e foi pedir o dinheiro de volta, e a cobra já tinha gastado (mas um tempo depois ela pagou)
submitted by bianca_maiaf to TurmaFeira [link] [comments]


2020.05.22 11:26 rynaldopapoy Fogueiras apocalípticas e apocalipse de formigueiros

FOGUEIRAS APOCALÍPTICAS
 Passei uma infância bastante pobre e com quase nenhum amigo. Como morávamos numa rua com duas favelas, eu não fiz nenhum amigo. Misturado com o fato de que eu era bastante tímido também. E, para piorar a situação, sofri um certo bullying de garotos da rua, como vou contar em seguida. Nem sempre eu estava brincando com o Gui (meu vizinho do Jardim Modelo) e como eu acabei brigando definitivamente com ele, fiquei muito tempo sozinho. Às vezes, eu brincava com minha irmã, de gol-a-gol, ficávamos dando bicudas na bola de um lado para o outro. Um de meus passatempos solitários: perambular por muros e telhados, como acho que já contei. Outro passatempo era plantar milho, mesmo o quintal sendo pouco fértil, pois tinha muito entulho. Seu Zé plantava muito mais no quintal dele, como falarei. Não sei como começou minha diversão predileta: fazer fogueiras. Eu não fazia fogueiras simples, tipo de acampamento. Eu fazia fogueiras alucinadas, maiores do que fogueiras de São João. Tacava tudo que encontrava pela frente na fogueira, mesmo coisas que não poderiam ser queimadas, como pedras. Uma vez, joguei um paralelepípedo. Quando fui apagar a fogueira com água, por ordem de algum adulto, ele quebrou no meio e eu achei o maior barato. Os adultos ficavam então preocupados que eu estivesse inalando muita fumaça e obrigavam-me a tomar leite, acreditando que era uma espécie de antídoto. 
FORMIGUEIROS
 Outra diversão minha era aterrorizar formigueiros. Após chuvas, formam-se formigueiros. Não sei exatamente como acontece este fato natural. Em algumas regiões, há formigueiros bem maiores; em outras, menores. Lá no nosso terreno baldio, formavam-se alguns e eu sempre os abria para ver as formigas salvando as larvas desesperadamente. No meu tempo de criança, não tínhamos games, celular, internet, nada disto. Não havendo mais nada que nos livrasse do tédio, ficávamos inventando coisas para passar o tempo, quando não estávamos assistindo à televisão (e assistíamos muita televisão – aberta, porque tv a cabo ou Netflix, nem em sonho de ficção científica). De vez em quando, meu tio Ronaldo, que estava sempre fazendo amizade com pessoas da vizinhança, permitia que um cavalo ficasse estacionado lá no quintal, esbaldando-se com capim. Eu decidia testar todos os vegetais possíveis e imaginários para verificar o que o cavalo se interessaria em comer. Algumas coisas ele comia, outras ele só cheirava e desprezava. Hoje em dia, não se vê muitos cavalos puxando carroças de recicladores de lixo ou carretos. Antigamente, era mais comum. Lembro-me que achei interessante o fato de que uma égua de um destes recicladores/carreteiros chamava-se Estrela. Porém, o nome mais comum de éguas de rua é Boneca. Acredito que as autoridades fizeram um esforço para banir a tração animal dos grandes centros urbanos, afinal os cavalos ficam respirando gás tóxico, emitido pelos carros, o dia todo. Há cavalos que nem sequer tem a permissão de dormir e trabalham 24 h/dia, o que é uma crueldade extrema. 
MEU VIZINHO GUI
 Quando minha avó perdeu a casa do Jardim Aliança, mudamo-nos para um casebre caindo aos pedaços, num bairro vizinho, Jardim Modelo. Eram bairros nas imediações do Jaçanã, bem na divisa com Guarulhos, próximos onde havia sido o famoso Estúdio Maristela, em função de que foi criada uma linha de trem até lá, inspiradora da música “Trem das Onze”, de Adoniram Barbosa. Esta linha de trem foi desativada supostamente pela falta de passageiros. Até parece que não há passageiros suficientes na região. Nosso casebre podre ficava em meio a um gigantesco terreno baldio, vizinho à casa dos proprietários, Seu João e Dona Amélia. Eles tinham dois filhos. Um acho que se chamava Marcos e o outro, que tinha a mesma idade que eu, Guilherme, apelido Gui. O Marcos era mais velho e era um psicopata, insuportável. Acabei ficando amigo do Gui e sempre brincávamos juntos, em nossos quintais e outros quintais vizinhos. Uma das minhas brincadeiras favoritas era uma imitação de tênis. Nós tínhamos um par de raquetes de plástico, uma azul e uma rosa. Gui ficava do lado de lá da cerquinha podre de madeira que separava nossa casa da casa da esquerda. Eu até imaginava que se um dia eu começasse a fazer curso de tênis, eu me daria bem neste esporte. Ou simplesmente ficávamos batendo bola. Gui não tinha nenhum amigo. Nunca vi aparecer amigo nenhum da escola dele e os garotos da rua que apareciam para jogar futebol nos fundos de seu quintal eram mais velhos. Decidi então surtar com Gui. A primeira vez que briguei com ele foi quando ele colocou uma porta junto ao muro do fundo para espiar o quintal do vizinho, que não passava de um terreno baldio também, cheio de mato, onde às vezes ficava estacionado um outro cavalo. Pedi para Gui colocar a porta de volta no lugar, mas ele se recusou. Começamos a trocar socos, mas ficávamos mais tempo segurando os braços um do outro do que socando nossos rostos. Achei que eu não iria falar com Gui nunca mais, porém esqueci que tinha brigado com ele e voltei a conversar sem mais nem menos. Na verdade, ficamos brincando espontaneamente, jogando uma bola de um lado para outro, até que ficamos amigos novamente. A segunda vez que briguei com ele foi num dia em que ele prendeu meu braço na parede, ao empurrar o carro do pai dele. Eu estava próximo da parede do fundo da garagem dele e acabei ficando com o braço levemente preso, mas nem tanto. Mesmo assim eu fiquei louco da vida com ele. Creio que foi nesse mesmo dia em que ele estava jogando bola com minha irmã, decidi jogar uma lata vazia de Neston, que achei no quintal. Joguei bem de longe mas caiu em cheio na cabeça dele. Só que ele não se vingou de mim, apenas reclamou e jogou a lata longe. No entanto, decidi nunca mais falar com ele. Vivi ali naquela casa mais uns cinco anos e não dirigi a palavra ao Gui nunca mais. E ele, mesmo assim, veio em dois aniversários meus. Aniversários que eu odiava, como contarei em seguida. 
submitted by rynaldopapoy to Livros [link] [comments]


NOVO: QUEBRANDO A SENHA WIFI DO SEU VIZINHO - YouTube Como descobrir Senhar de Wifi do Seu vizinho conectado no celular Tirullipa e Seu Pai Tiririca - Quando Você Não Sabe o Nome do Vizinho VEM RIR Como descobrir as senhas das redes WiFi do seu vizinho ou ... como se vingar do seu vizinho barulhento!!!!! COMO INVADIR A CASA DO SEU VIZINHO Como descobrir a senha do wifi do seu vizinho Como descobrir a senha do wifi do seu vizinho

100 Nomes Para Wifi Legal (O VIZINHO PIRA)

  1. NOVO: QUEBRANDO A SENHA WIFI DO SEU VIZINHO - YouTube
  2. Como descobrir Senhar de Wifi do Seu vizinho conectado no celular
  3. Tirullipa e Seu Pai Tiririca - Quando Você Não Sabe o Nome do Vizinho VEM RIR
  4. Como descobrir as senhas das redes WiFi do seu vizinho ou ...
  5. como se vingar do seu vizinho barulhento!!!!!
  6. COMO INVADIR A CASA DO SEU VIZINHO
  7. Como descobrir a senha do wifi do seu vizinho
  8. Como descobrir a senha do wifi do seu vizinho

Tirullipa e Seu Pai Tiririca - Quando Você Não Sabe o Nome do Vizinho 😂 VEM RIR ... Quando Você Não Sabe o Nome do Vizinho 😂 VEM RIR 🤣 - Duration: 5:04. is canal 96,802 views. COMO INVADIR A CASA DO SEU VIZINHO Vilhena. Loading... Unsubscribe from Vilhena? ... CASA DO VIZINHO - HELLO NEIGHBOR MINECRAFT - Duration: 11:10. jvnq 1,622,917 views. 11:10. This video is unavailable. Watch Queue Queue. Watch Queue Queue Tutorial sobre como descobrir a senha do WiFi do seu Vizinho pelo celular Android. Download do app: http://wp.me/p56TuD-PS. No DicaDeApp de hoje você vai aprender como descobrir as senhas de WiFi do seu vizinho ou senhas de rede de qualquer outro lugar que você esteja em seu smart... como descobrir a senha do wifi do seu vizinho como descobrir a senha do wifi do seu vizinho 2015 como descobrir a senha do wifi do seu vizinho pelo celular como descobrir a senha do wireless (wi ... 5 MANEIRAS DE SE VINGAR DO SEU VIZINHO BARULHENTO - Duration: 2:37. 5 Alguma Coisa 401,142 views. 2:37. O que fazer com vizinho barulhento (karaokê irritante) - Duration: 2:19. -Nome do app usado⚓Router Setup Page-ESPERO QUE TE AJUDE!! Escrevam-Se Tags novo metodo 2017 de como descobrir senhas de wifi conectado do android como descobrir senhas do wifi do seu vizinho ...